Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Brasil

Pelo menos 25 mil pequenos negócios serão beneficiados em novo programa

Publicados

em

O Sebrae é um dos parceiros do Programa AgroNordeste, lançado nesta terça-feira (1), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro. A instituição trabalhará para potencializar o conhecimento e a competitividade para os pequenos produtores do agronegócio, contribuindo para o aumento da renda da população, além de disseminar experiências exitosas, visando o crescimento sustentável e a dinamização do setor agrícola.

“O lançamento do programa tem um significado muito forte, pois vai envolver todas as esferas do governo, além de diversas instituições que atuarão em sinergia no Nordeste brasileiro. O Sebrae estará à frente das ações de gestão, produção e comercialização”, afirmou o presidente da instituição, Carlos Melles. Ele classificou o Programa AgroNordeste como uma iniciativa “formidável” e que terá todo o apoio do Sebrae. Melles assinou com o MAPA protocolo de intenções para fortalecer o setor.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, explicou que as ações para melhorar o agronegócio na região serão feitas em conjunto, ressaltando que não há cunho partidário. “Estamos corrigindo as diferenças regionais”, observou a ministra. “Agradecemos as parcerias, como a do Sebrae, que vai nos ajudar na produção e na comercialização”, disse Tereza Cristina, citando outras instituições que apoiam a proposta. Entre elas, estão: Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e os Bancos do Brasil e do Nordeste.

Leia Também:  Petrobras lança edital de inovação com o apoio do Sebrae

O Sebrae pretende atender a demanda da região Nordeste e do MAPA, por meio do programa Sertão Empreendedor, que terá como objetivo o desenvolvimento territorial e sustentável dos segmentos econômicos priorizados, inseridos em cadeia produtiva e pertencentes às áreas de abrangência do semiárido e biomas do nordeste. O público-alvo será de empreendedores rurais, do comércio, serviço, indústrias e agroindústrias, além de associações e cooperativas, envolvendo toda a cadeia produtiva do agronegócio.

A pretensão é atender aproximadamente 25.602 mil pequenos negócios rurais e urbanos no período de 40 meses. O Sebrae junto com outros parceiros identificou segmentos prioritários nos territórios a serem trabalhados, tais como: caprinos e ovinos, fruticultura, apicultura, bovinocultura de leite, bovinocultura de corte, avicultura, piscicultura, horticultura, suinocultura, cachaça, mandiocultura, cafeicultura. Serão abrangidos os nove estados do Nordeste, 59 territórios, 526 municípios, dos quais 229 estão no semiárido nordestino, priorizados pelo governo federal na estratégia do Programa Agronordeste.

O protocolo de intenções prevê que o Sebrae irá difundir o conhecimento especializado e tecnologias para o fortalecimento técnico de pequenos negócios. O empreendedorismo será estimulado por meio da identificação de oportunidades nas cadeias, possibilitando a inclusão produtiva do jovem no campo e a valorização de gênero. A disseminação de inteligência estratégica será feita com base no potencial de produção, produtos, mercado, agroindústrias e tendências de consumo. A instituição também se propõe a fortalecer a transformação digital no agronegócio, bem como estimular redes de cooperação.

Leia Também:  Em menos de 24 horas Polícia Civil recupera joias furtadas e prende casal

Sobre o AgroNordeste
O programa AgroNordeste está dentro Plano de Ação para o Nordeste, instituído em 19 de setembro e é coordenado pelo MAPA. O objetivo é apoiar a organização das cadeias agropecuárias, ampliar e diversificar os canais de comercialização, além de aumentar a eficiência produtiva na região, principalmente do semiárido e biomas. No evento, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que vai possibilitar a alocação de R$ 5 bilhões de crédito rural.

Fonte: Sebrae

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil

Empreendedorismo feminino ganha espaço exclusivo no Sebrae

Publicados

em

Por

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Sebrae preparou para o mês de março uma série de atividades para destacar a força da mulher empreendedora. Com o slogan “Empreender é poder”, nesta segunda-feira (2), será lançado espaço exclusivo dentro do Portal Sebrae para o empreendedorismo feminino. Além de inspirar mulheres a empreender de forma sustentável, a nova página vai funcionar como uma porta de entrada para os serviços e soluções oferecidos pelo Sebrae a esse público. São diversos conteúdos, como artigos sobre empreendedorismo feminino, dicas e informações sobre os projetos da instituição voltados para mulheres que sonham em empreender ou já possuem uma empresa. O espaço também busca incentivar mulheres a compartilhar histórias de superação no mundo dos negócios.

De acordo com coordenadora nacional de empreendedorismo feminino do Sebrae, Renata Malheiros, a criação da página foi pensada justamente para reforçar a importância de políticas de sensibilização e de tomada de consciência para mulheres. “As mulheres enfrentam mais desafios para se tornarem donas de seus próprios negócios e há muito desconhecimento das dificuldades enfrentadas. Existe uma questão cultural que influencia muito e é preciso reforçar constantemente esse discurso que as mulheres são capazes de empreender”, destacou.

Leia Também:  Tarifa branca de energia será ampliada a pequenos consumidores em 2020

Além de conteúdo e informação, a página vai facilitar o acesso aos cursos online oferecidos de forma gratuita pelo Sebrae, com destaque para as capacitações voltadas para o desenvolvimento de soft skills (habilidades socioemocionais), consideradas como grandes desafios a serem superados pelas empreendedoras. “As mulheres no Brasil são mais escolarizadas que os homens e são boas nas chamadas competências técnicas (planejamento, gestão etc.) mas, por causa da cultura, ainda enfrentam dificuldades na hora de fazer um networking, tomar decisões com autonomia, assumir posição de liderança e defender uma ideia”, explicou Malheiros.

Programação
Por meio da nova página, o Sebrae também vai oferecer webinários ao longo do mês de março, com a participação de especialistas e mulheres reconhecidas em suas áreas de atuação. Entre os temas escolhidos estão liderança, finanças, inovação, política, entre outros.

O mês de março também terá diversos conteúdos para inspirar as mulheres nas redes sociais do Sebrae. Na próxima quinta-feira (5), será realizada uma live, a partir das 14h30, com a presença de duas empreendedoras de sucesso no DF. As convidadas são a empresária Adama Djalo, que veio de Guiné-Bissau (África) e hoje é dona do Salão Ouro Negro em Taguatinga (DF), e a paraibana formada em Direito, ex-servidora pública Giovanna Maia, proprietária do bar Loca Como Tu Madre, em Brasília.

Leia Também:  Ana Clara terá programa diário na Globo: "Será algo leve e divertido"

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA