Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Bastidores da República

OPINIÃO DO DIA: Bolsonaro cria banco eletrônico de indicações para cargos de confiança.

Publicados

em

BANCO DE TALENTOS

O uso do banco eletrônico de indicações criado nesta quarta-feira(15) pelo presidente Jair Bolsonaro, por meio de decreto,  institui o Sistema Integrado de Nomeações e Consultas (Sinc), plataforma eletrônica para registro, controle e análise de indicações para cargos e funções de confiança no âmbito da administração pública federal. A medida  será obrigatória para todos os órgãos da administração pública federal direta, autarquias e fundações públicas para o provimento de cargos de ministros de Estado; cargos de Natureza Especial; cargos e funções de confiança de nível 5 e 6 do Grupo DAS; cargos e funções de chefe de assessoria parlamentar, de titular de órgão jurídico da Procuradoria-Geral Federal instalado junto às autarquias e às fundações públicas federais, de chefe de assessoria jurídica e de consultor jurídico; e cargos e funções de confiança de chefia ou direção de nível 3 e 4 do Grupo DAS

AGENDA OFICIAL

O Palácio do Planalto divulgou a agenda do presidente Jair Bolsonaro em   Dallas (Texas), nos Estados Unidos,A programação do presidente em Dallas prevê compromissos nesta quarta (15) e na quinta-feira (16), com retorno na sexta-feira (17). O vice-presidente Hamilton Mourão assumirá a Presidência até a tarde de quinta, quando viajará para o exterior. Mourão embarcará para uma viagem ao Líbano, à China e à Itália.Segundo o Planalto, o compromisso mais importante do presidente será uma reunião nesta quarta-feira com o ex-presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. O presidente também receberá uma homenagem A Câmara de Comércio Brasil-EUA.

GREVES E PROTESTOS

Enquanto o presidente viaja, é  esperada para hoje uma greve nacional do setor de educação em protesto contra o contingenciamento de recursos do Ministério da Educação, uma medida que atingiu sobretudo as universidades federais em todo o País. Ainda nesta quarta-feira, acontece  a convocação do ministro da Educação, ,pela Câmara dos Deputados  para  prestar esclarecimentos ao plenário sobre o contingenciamento de verbas das universidades federais. O pedido de convocação partiu do deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) e foi aprovado por 307 deputados. Só o PSL, de Jair Bolsonaro, e o Novo foram contra, somando 82 votos. A aprovação foi articulada tanto por deputados da oposição quanto do Centrão.

GOVERNO TENSO

A situação é tensa e apavora  o Palácio do Planalto. Tudo porque, se a medida provisória que trata da reforma administrativa não for aprovada até 3 de junho pelo Congresso, perderá a validade. A situação já seria preocupante por si só, não fosse um detalhe ainda pior: se for derrotado nessa votação, o governo poderá ter de recriar até dez ministérios.

Leia Também:  Bolsonaro se irrita com aliados, ameaça com troca de líderes e abre mais uma porta ao Centrão

ALERTA

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), comentou que  a Câmara não irá votar nenhuma medida provisória nesta semana.Segundo a líder, o governo terá de se organizar e fazer um esforço para votar as MPs de maneira maciça na próxima semana,

 

MUITO FÁCIL

Sem informar números e dados consistentes, para provar o que dizia,  o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia,durante palestra a investidores em Nova Iorque afirmou que a reforma sozinha não será suficiente para promover o crescimento econômico e a geração de empregos necessários ao País.

CIRO: LULA É ENGANADOR

Noticiário político esta fervilhando após o candidato derrotado à Presidência da República em 2018 Ciro Gomes (PDT) fazer severas críticas  ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao PT em sua participação na reestreia do programa Provocações, da TV Cultura,  Ciro diz ter ficado “deprimido” ao assistir a entrevista que Lula concedeu da prisão aos jornais El País e Folha de S.Paulo pela falta de autocrítica. “Eu conheço o Lula. Ele é um encantador de serpentes, um enganador profissional. Não tem um companheiro com quem ele não tenha sido desleal ao longo da vida inteira, ele cultiva isso”, disse.

NOVACKI FORA DO GDF

  O secretário da Casa Civil do Distrito Federal, o Coronel Eumar Novacki, foi exonerado do cargo de chefia da pasta nesta quarta-feira (15) por meio de um decreto publicado no Diário Oficial do DF. O secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, foi nomeado interinamente para assumir o posto.A assessora de comunicação, Patrícia Castello Branco, e o assessor especial da Casa Civil, Josué Fernandes, também foram exonerados. Eles ocupavam cargos de confiança.

PASTA ESVAZIADA

Novacki havia pedido demissão na segunda (13), logo após a publicação de um decreto, assinado pelo governador, Ibaneis Rocha (MDB), que tirou da Casa Civil a responsabilidade pela publicação do Diário Oficial do GDF.Na prática, a medida “esvazia” a atuação do órgão. Pela Casa Civil passavam as decisões mais importantes do Palácio do Buriti. Com a retirada do Diário Oficial, a pasta perde poder.

Leia Também:  Morre Aloysio Faria, aos 99 anos, o fundador do Banco Real

DETOX BRASIL

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos vai lançar em junho o Detox Brasil, um programa que focará no uso consciente de tecnologias. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância de diminuir a frequência de tempo em que se fica no celular e no computador, por exemplo.“Há um fenômeno, uma triste realidade entre algumas famílias brasileiras, que perdem o tempo que têm para estarem junto aos filhos para ficar de olho na tela do celular. Esse vínculo acaba enfraquecido e, sem a referência da família, o jovem acaba em sofrimento”, disse a ministra

 

AÇÃO DUPLA

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal, em ação conjunta, deflagraram desde as primeiras horas da manhã de hoje (15) a Operação Freeway, contra uma organização criminosa transnacional, centralizada em Foz do Iguaçu, no Paraná, especializada na lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão fraudulenta e contabilidade paralela.De acordo com as investigações, de 2011 a 2017, o grupo criminoso cambiou ilegalmente centenas de milhões de dólares. Grande parte do dinheiro foi para o Paraguai, principalmente para empresas que comercializam produtos eletrônicos. Outra parte foi destinada a empresas de turismo sediadas em Foz do Iguaçu e controladas pela organização.

ECONOMIA

O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado uma prévia “informal” do Produto Interno Bruto (PIB) registrou queda de 0,28% em março na comparação com janeiro, informou o Banco Central nesta quarta-feira, 15. No trimestre, a queda no indicador é de 0,68%, segundo dados dessazonalizados informados pelo BC.O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.

FRASE DO DIA

“No episódio da Dilma é um caso perigoso que pode acontecer. Os partidos são fracos mas o Congresso é forte. É um paradoxo no Brasil. O presidente que não toma em consideração o Congresso corre o risco de cair. Tem que entender que aquilo ali representa uma vontade nacional”, disse o ex-presidente.

 

JPM – João Pedro Marques é advogado e jornalista, com escritórios em Brasília e Mato Grosso.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Bastidores da República

Bolsonaro chama governadores de aprendizes de ditadores, idiotas e boçais achando que mandam

Publicados

em

DITADORES

 

Sérgio Lima/Poder360

Nessa polêmica da tal vacina Coronavac, o presidente Jair Bolsonaro acabou chamando alguns governadores de “aprendizes de ditadores”. Segundo ele, trata-se de uma manobra arquitetada pelo governador de São Paulo, João Dória, para conseguir que o STF determine aos estados o poder de definir se compram ou não a vacina chinesa. “São figuras nanicas, hipócritas, idiotas, boçais, achando que mandam no estado dele. Vai tomar vacina. Vai tomar você, vai tomar o que você entender, coca-cola, tubaína”, afirmou Bolsonaro.

SOBROU PRA TODOS

Sérgio Lima/PODER 360

Após a polêmica da vacina contra a Covid-19 protagonizada pelo presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, Joao Dória (PSDB), além do ministro da Saúde Eduardo Pazuello, a coisa esquentou aqui em Brasília. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disparou contra o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Salles se referiu a Ramos como “banana de pijama” e “Maria Fofoca”. Salles usou Twitter para criticar a ala militar do governo que saiu em defesa de Pazuello nesse episódio. Tudo em casa. Dá nada não.

VAI NA FÉ

Ao que tudo indica e, se depender da torcida, os cassinos estarão de volta ao Brasil. É que a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado deu parecer favorável à aprovação do Projeto de Lei (PL) que regulamenta os cassinos no país. O PL foi apresentado ainda em 2019 pelo senador Roberto Rocha (PSDB). O relator, Ângelo Coronel (PSD/BA), defendeu a iniciativa e ressaltou que a arrecadação vinda com a legalização de cassinos pode fomentar o Renda Cidadã, projeto do governo Jair Bolsonaro.

Leia Também:  Morre Aloysio Faria, aos 99 anos, o fundador do Banco Real

CORTE NA CARNE

O presidente Jair Bolsonaro foi obrigado a fechar diversas embaixadas para reduzir os gastos do governo. De início, foram encerrados dois postos na África e cinco embaixadas em países do Caribe. Como tem feito rotineiramente, Bolsonaro não usou as redes oficiais e fez o anúncio em suas páginas pessoas nessa sexta-feira. Segundo o Palácio do Planalto, outras embaixadas poderão ser fechadas ao longo de 2021.

NOVA POLÊMICA

Por outro lado, o governo federal anunciou que poderá contratar 51.021 servidores no ano que vem e já começou a receber críticas. Previsão de admissão de novos servidores consta da proposta orçamentária encaminhada ao Congresso em agosto, ao custo de R$ 2,9 bilhões. Para analistas, medida contraria intenção manifestada pelo Executivo de enxugar a folha de pagamentos da União. Será mais uma boa polêmica para o fim de semana.

PROBLEMÃO

A presidência do Senado está com uma batata quente nas mãos. É que a suplência de Chico Rodrigues tornou-se um problema sério para o Senado. Em condições normais, assumiria seu filho, Pedro Arthur Rodrigues (DEM-RR), que é o primeiro suplente, mas, após divulgação de novas informações do relatório da Polícia Federal, a situação complicou-se por causa não apenas da apreensão de uma pedra suspeita de ser uma pepita de ouro, mas também de um revólver Taurus 38 Special, de seis munições avulsas para a arma e de duas caixas de munições de espingarda calibres 20 e 36.

Leia Também:  Bolsonaro dá trégua a Guedes e passa a andar com dois novos ministros a tiracolo

NA PRESSÃO

Após pressões de todos os lados, o ministério da Economia liberou 60 milhões de reais para que o Ibama pudesse retomar o Prevfogo e mandar brigadistas de volta à campo. Atuação dos 1.400 brigadistas, junto à Força Nacional de Segurança e Corpo de Bombeiros, foi fundamental para controlar os incêndios florestais no Pantanal, mais recentemente. Enfim, grana em caixa e trabalho retomado.

SEXTOU COM DESEMPREGO

O número de pessoas desocupadas no Brasil chegou a 13,5 milhões em setembro, equivalente a 14% dos trabalhadores, maior taxa mensal da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esses dados integram a edição mensal da Pnad Covid-19. Em maio a população desocupada era de 10,1 milhões, saltando para 12,9 milhões em agosto e 13,5 milhões no mês passado. Isso representa alta de 33,1% desde o início da pesquisa. Em agosto a taxa de desocupação era de 13,6%.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA