Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Bastidores da República

O Natal chegou e, mesmo assim, o caldeirão politico ferve aqui em Brasilia. A pesquisa que avalia a popularidade do presidente Bolsonaro é o assunto do momento

Publicados

em

AVALIAÇÃO

Uma pesquisa da CNI-Ibope jogou um balde água fria na popularidade do presidente Jair Bolsonaro. Oíndice de confiança dos brasileiros no presidente é de 56%, aponta a pesquisa. Em comparação com o número do estudo divulgado em setembro, o índice decresceu: na época, 51% da população não acreditava no chefe do Executivo.Foram ouvidas 2 mil pessoas em 127 municípios, entre 5 e 8 de dezembro.

TÔ NEM AÍ

Bolsonaro não quis comentar a pesquisa nesta sexta-feira e ainda anunciou uma medida considerada impopular: Disse que vai tirar beneficiários do Bolsa Família. É que o Governo quer mudar o processo de triagem de quem recebe o benefício e a verba destinada ao programa vai diminuir em 2020. Segundo Bolsonaro, 5,1 mil pessoas recebem o recurso indevidamente. Esse número representa 0,037% dos mais de 13 milhões de beneficiários.

SEM SABER

O presidente Bolsonaro não quis comentar sobre a intenção de taxar as transações online, ideia do ministro da Economia Paulo Guedes. Na manhã desta sexta-feira ele disse a jornalistas que a proposta ainda não havia chegado ao Planalto. Mas ele explicou que a intenção de Guedes é “substituir imposto” e “simplificar a teia” tributária no país.

PRESÍDIO, NÃO!

Após tomar conhecimento de um plano de resgate do líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Camacho, o Marcola, do Presídio Federal de Brasília, o governador Ibaneis Rocha (MDB) voltou a criticar, nesta sexta-feira, a transferência de líderes de facções criminosas para presídios no DF. Taxativo, ele disse que sempre foi contra a ida de bandidos para Brasília.

Leia Também:  Bolsonaro diz que o momento agora é das ferrovias e fala em integração total do país por vias férreas

PREVIDÊNCIA 01

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), avaliou nesta sexta-feira, durante café da manhã com jornalistas, que se a Câmara dos Deputados aprovar apenas a inclusão de estados e municípios e do Distrito Federal nas mesmas regras de aposentadoria aprovadas para os servidores públicos federais na chamada PEC Paralela da Reforma da Previdência (PEC133/19), o Senado estará contemplado.

PREVIDÊNCIA 02

Pelo menos outros 16 pontos estão no texto que foi aprovado no Senado e aguarda exame de admissibilidade na CCJ da Câmara. Na lista, estão o cálculo mais vantajoso de aposentadores por incapacidade em caso de acidente, regras diferenciadas para profissionais de segurança estaduais e municipais, além transição mais suave para mulheres. A polêmica continua em 2020.

DESEMPREGO

A polêmica proposta de taxar o seguro desemprego, instituída na Medida Provisória (MP) 905, que cria o “Emprego Verde Amarelo“, será retirada do texto, garantiu o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) nesta sexta.Segundo ele, pelo menos oito pontos instituídos pelo governo federal sofrerão alteração, incluindo também o que acabava com a obrigatoriedade de registro profissional para algumas categorias.

Leia Também:  PRF inicia Operação Natal nas rodovias federais do Rio

É NATAL

O Natal chegou e com a movimentação intensa para as festas de fim de ano e férias, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) começa hoje (20) a operação Rodovida, com o objetivo de diminuir a violência no trânsito. Aqui nos arredores de Brasília é PRF para todos os lados. Com ações educativas e de fiscalização, a Operação Rodovida vai até o dia 1º de março.

ARROCHO

Em novas exigências, o Ministério da Educação (MEC) estabeleceu uma nota de corte de 400 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para que o participante tenha acesso a uma das modalidades do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).Hoje, o MEC ainda exige nota média mínima de 450 pontos. A média nacional é de 522,8, conforme levantamento da pasta.

COFRE FECHADO

Os processos judiciais envolvendo a União e entes federativos evitaram um impacto de R$ 6,3 bilhões aos cofres públicos em 2019, segundo balanço da Advocacia-Geral da União (AGU).Boa parte dos processos foram ajuizados por estados pleiteando obtenção de linha de crédito diferenciada para o pagamento de precatórios. A data final para esses pagamentos passou para 31 de dezembro de 2024.

JPM – João Pedro Marques é advogado e jornalista com escritórios em Brasília e Mato Grosso.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Bastidores da República

Bolsonaro chama governadores de aprendizes de ditadores, idiotas e boçais achando que mandam

Publicados

em

DITADORES

 

Sérgio Lima/Poder360

Nessa polêmica da tal vacina Coronavac, o presidente Jair Bolsonaro acabou chamando alguns governadores de “aprendizes de ditadores”. Segundo ele, trata-se de uma manobra arquitetada pelo governador de São Paulo, João Dória, para conseguir que o STF determine aos estados o poder de definir se compram ou não a vacina chinesa. “São figuras nanicas, hipócritas, idiotas, boçais, achando que mandam no estado dele. Vai tomar vacina. Vai tomar você, vai tomar o que você entender, coca-cola, tubaína”, afirmou Bolsonaro.

SOBROU PRA TODOS

Sérgio Lima/PODER 360

Após a polêmica da vacina contra a Covid-19 protagonizada pelo presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, Joao Dória (PSDB), além do ministro da Saúde Eduardo Pazuello, a coisa esquentou aqui em Brasília. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disparou contra o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Salles se referiu a Ramos como “banana de pijama” e “Maria Fofoca”. Salles usou Twitter para criticar a ala militar do governo que saiu em defesa de Pazuello nesse episódio. Tudo em casa. Dá nada não.

VAI NA FÉ

Ao que tudo indica e, se depender da torcida, os cassinos estarão de volta ao Brasil. É que a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado deu parecer favorável à aprovação do Projeto de Lei (PL) que regulamenta os cassinos no país. O PL foi apresentado ainda em 2019 pelo senador Roberto Rocha (PSDB). O relator, Ângelo Coronel (PSD/BA), defendeu a iniciativa e ressaltou que a arrecadação vinda com a legalização de cassinos pode fomentar o Renda Cidadã, projeto do governo Jair Bolsonaro.

Leia Também:  Web repercute estreia de "Simples Assim", novo programa de Angélica

CORTE NA CARNE

O presidente Jair Bolsonaro foi obrigado a fechar diversas embaixadas para reduzir os gastos do governo. De início, foram encerrados dois postos na África e cinco embaixadas em países do Caribe. Como tem feito rotineiramente, Bolsonaro não usou as redes oficiais e fez o anúncio em suas páginas pessoas nessa sexta-feira. Segundo o Palácio do Planalto, outras embaixadas poderão ser fechadas ao longo de 2021.

NOVA POLÊMICA

Por outro lado, o governo federal anunciou que poderá contratar 51.021 servidores no ano que vem e já começou a receber críticas. Previsão de admissão de novos servidores consta da proposta orçamentária encaminhada ao Congresso em agosto, ao custo de R$ 2,9 bilhões. Para analistas, medida contraria intenção manifestada pelo Executivo de enxugar a folha de pagamentos da União. Será mais uma boa polêmica para o fim de semana.

PROBLEMÃO

A presidência do Senado está com uma batata quente nas mãos. É que a suplência de Chico Rodrigues tornou-se um problema sério para o Senado. Em condições normais, assumiria seu filho, Pedro Arthur Rodrigues (DEM-RR), que é o primeiro suplente, mas, após divulgação de novas informações do relatório da Polícia Federal, a situação complicou-se por causa não apenas da apreensão de uma pedra suspeita de ser uma pepita de ouro, mas também de um revólver Taurus 38 Special, de seis munições avulsas para a arma e de duas caixas de munições de espingarda calibres 20 e 36.

Leia Também:  OPINIÃO DO DIA: Emoção e alegria, salve o NOTA MT, um marco da virada!

NA PRESSÃO

Após pressões de todos os lados, o ministério da Economia liberou 60 milhões de reais para que o Ibama pudesse retomar o Prevfogo e mandar brigadistas de volta à campo. Atuação dos 1.400 brigadistas, junto à Força Nacional de Segurança e Corpo de Bombeiros, foi fundamental para controlar os incêndios florestais no Pantanal, mais recentemente. Enfim, grana em caixa e trabalho retomado.

SEXTOU COM DESEMPREGO

O número de pessoas desocupadas no Brasil chegou a 13,5 milhões em setembro, equivalente a 14% dos trabalhadores, maior taxa mensal da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esses dados integram a edição mensal da Pnad Covid-19. Em maio a população desocupada era de 10,1 milhões, saltando para 12,9 milhões em agosto e 13,5 milhões no mês passado. Isso representa alta de 33,1% desde o início da pesquisa. Em agosto a taxa de desocupação era de 13,6%.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA