Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

BASTIDORES DO PODER

“Brasil está no caminho certo”, diz Bolsonaro ao comemorar 18 meses de combate à corrupção

Publicados

em

Sem mácula

O presidente Jair Bolsonaro voltou a chamar atenção nas redes sociais nesse fim de semana. E não foi por uma nova polêmica. Bolsonaro comemorou os 18 meses de combate à corrupção no governo e foi aplaudido por seguidores e políticos. Também lamentou o número de mortes provocado pela Covid-19. “Apesar da pandemia e do lamentável número de mortos, o Brasil está no caminho certo”, disse o presidente.

Do contra

Quem não curtiu a animação do presidente Bolsonaro quanto ao combate à corrupção foi o ex-ministro Sérgio Moro. Em entrevista ao jornal britânico Financial Times, o ex-ministro da Justiça afirmou que o governo de Jair Bolsonaro utilizou-se de sua presença dentro da equipe ministerial como desculpa para demonstrar que medidas anticorrupação estariam sendo tomadas dentro do governo. À publicação, Moro deixa claro, no entanto, que pouco foi feito pelo governo nesta direção. A agenda voltada ao combate à corrupção, segundo ele, vem sofrendo reveses desde a eleição de Bolsonaro, em 2018.

Sem Covid

Quando o presidente Jair Bolsonaro disse, lá atrás, que se pegasse Covid-19 seria como uma gripezinha, ele estava certo. Se curou com facilidade e já está de volta ao trabalho. Na manhã desta segunda-feira (27) ele retomou a rotina no Palácio do Planalto, após anunciar no sábado (25) ter se recuperado da Covid-19. Bolsonaro foi diagnosticado com Covid-19 no dia de 7 julho e por quase três semanas trabalhou na residência oficial do Palácio da Alvorada, onde mora com a família.

Leia Também:  OPINIÃO DO DIA - Professores: Instrumentos de manobra dos Sindicatos, em MT SINTEP

Pressa estratégica

O fim de semana foi de trabalho para o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele deve antecipar o envio das novas propostas do governo para a reforma tributária como forma de bancar a desoneração da folha de pagamento e financiar o programa Renda Brasil l. Segundo assessores de Guedes, agora, a ideia é enviar de uma só vez um conjunto de medidas que dependam uma da outra. Antes, a previsão do governo era enviar as sugestões ao Congresso em etapas. Tudo seria enviado ao Congresso até o dia 15 de agosto.

PF de olho

Como eu disse na semana passada, a PF não iria descansar. Autorizada pela STF tirou gente graúda da cama nessa manhã. Realizou buscas na casa do governador do Piauí, Wellington Dias (PT) e da primeira-dama do estado, ex-secretária estadual de educação e hoje deputada federal, Rejane Dias (PT), na manhã desta segunda-feira (27). O gabinete da deputada, em Brasília, também foi alvo de buscas. Esta é a terceira etapa da Operação Topique e Rejane Dias, segundo a PF, é o alvo das buscas na investigação de um suposto esquema criminoso para fraudar licitações de transporte escolar.

Sem refresco

O ministro Alexandre de Moraes, do STF atendeu, em 24 horas, pedido protocolado pela deputada federal Perpetua Almeida, do PCdoB, para que seja investigado eventual envolvimento do presidente Jair Bolsonaro ou de seus familiares com os titulares das contas digitais censuradas e bloqueadas por decisão do próprio ministro. Ao todo são 35 contas do Facebook, 14 paginas, um grupo e 38 contas do Instagram que foram suspensas pela censura imposta na decisão monocrática de Alexandre de Moraes. O ministro encaminhou o pedido à PGR, para que se manifeste. Pelo que se vê, a oposição não vai dar refresco a Bolsonarto.

Leia Também:  OPINIÃO DO DIA: Márcia Pinheiro, o presente tem futuro!!!

Gentileza gera gentileza

Futuro presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Luiz Fux tem como prioridade definir uma pauta da retomada imediata da economia pós-pandemia. Ele já revelou que vai pessoalmente ao Palácio do Planalto para entregar ao presidente Jair Bolsonaro o convite para sua posse, no dia 10 de setembro. Será mais uma oportunidade para os poderes encontrarem o fiel da balança e a consequente harmonia. Afinal, gentileza gera gentileza.

Gás total

A Justiça de Mato Grosso retoma nesta segunda-feira (27) o atendimento presencial em 26 cidades do estado que têm risco baixo de contaminação de coronavírus (Covid-19). O chamado Plano de Retorno Programado às Atividades Presenciais (PRPAP) foi autorizado pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha. É claro que a determinação observa e segue os protocolos de prevenção recomendados pela OMS.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Bastidores da República

Investigação contra ministro Dias Tofolli vira batata quente nas mãos do STF

Publicados

em

BATATA QUENTE

O Supremo Tribunal Federal está com uma batata quente nas mãos. É que a Polícia Federal pediu abertura de inquérito para investigar a suposta participação do ministro Dias Toffoli, do STF, na venda de sentenças judiciais. A investigação precisa de autorização da própria Corte para ser iniciada. A solicitação foi enviada ao gabinete do ministro Edson Fachin, que encaminhou o caso para manifestação da Procuradoria Geral da República (PGR).

BATATA QUENTE (2)

Toffoli foi citado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral em depoimento válido por um acordo de delação premiada. Ele alegou que o ministro recebeu R$ 4 milhões em propina para favorecer dois prefeitos do Rio em processos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O magistrado atuou na Corte eleitoral entre 2012 e 2016. Por meio de nota, o ministro negou qualquer irregularidade, e disse que desconhece qualquer investigação contra ele.

OPERAÇÃO CORSÁRIOS

Quem também está na mira da Polícia Federal é a senadora Rose de Freitas (MDB-ES). A PF investiga o possível envolvimento dela numa organização criminosa que atuava na Companhia de Docas do Espírito Santo. Esquema envolvia direcionamento de licitação e desvio de recursos públicos de contratos. Para obter essas vantagens indevidas, o grupo usava um escritório de advocacia que simulava a prestação de serviços advocatícios para dar aparência de legalidade à movimentação de valores. Conforme apuração, a lavagem de dinheiro também acontecia por meio da compra de imóveis de luxo e pagamento de despesas pessoais dos envolvidos.

Leia Também:  Bolsonaro diz que poderá comprar CoronaVac, mas chama 2ª onda da Covid de “conversinha”

LEITE CONDENSADO

O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta quarta-feira (12) a Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da covid-19. Ao relator da CPI, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), Bolsonaro sugeriu que seja criada também uma “CPI do leite condensado”. O chefe do Executivo reclamou sobre declaração de Calheiros, que afirmou que a investigação sobre desvios de verbas de estados poderá ser feita “se houver necessidade”, mas que não é objetivo inicial da comissão. “Vocês viram o Renan Calheiros essa semana? A CPI não existe para investigar desvio de recurso. Vou dar uma sugestão para o Renan: depois faça a CPI do leite condensado”, apontou rindo.

PEDIU PRA SAIR

O chefe da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Giuseppe Dutra Janino deixou o cargo após 25 anos de serviços prestados à Justiça Eleitoral. Conhecido como o pai da urna eletrônica, por ter participado do grupo que projetou o equipamento, deixou o cargo a pedido. Foi nomeado em seu lugar Júlio Valente. A saída de Janino coincide com pedidos por parte do presidente Jair Bolsonaro para aprovação do voto impresso. “Com toda certeza nós aprovaremos no Parlamento e teremos, sim, uma maneira de auditar o voto por ocasião das eleições de 2022. Ganhe quem ganhar, mas na certeza, não na suspeição da fraude”, afirmou Bolsonaro.

Leia Também:  OPINIÃO DO DIA: Márcia Pinheiro, o presente tem futuro!!!

E O ENEM?

Uma portaria do INEP, publicada no dia 11 de Maio, no Diário Oficial da União, é mais uma evidência de que não teremos mais uma edição do ENEM ainda em 2021. A Portaria trata das Metas Globais do INEP para o ano de 2021. Nas metas listadas não está a aplicação do ENEM. Outros exames, como o ENADE, o ENCCEJA e o CELPE-BRAS, também sob a responsabilidade do INEP, constam entre as metas, com a previsão da realização de um de cada destes exames em 2021. Sobre o ENEM consta, como meta, 100% do Planejamento e da Preparação Técnica do exame. Uma pena, né?

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA