Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

BASTIDORES DA REPÚBLICA

Bolsonaro diz que imprensa defende “canalhas” e quer liberdade das mídias

Publicados

em

CRÍTICAS

Mais uma polêmica. Em evento da Polícia Militar no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (18) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disparou críticas contra a imprensa, que chamou de “máquina de fake news”, e defendeu a liberdade das mídias sociais. O chefe do Executivo cumpre agenda na capital fluminense, base eleitoral dele e de dois dos filhos políticos. Bolsonaro elogiava o trabalho dos policiais militares quando afirmou que a imprensa defende “canalhas”. “Uma fração de segundo está em risco a sua vida, do cidadão de bem ou de um canalha defendido pela imprensa brasileira. Não se esqueçam disso: essa imprensa jamais estará do lado da verdade, da honra e da lei. Sempre estará contra vocês”, disse ele. “Não esperemos da imprensa a verdade. Eles sequer sabem o vérsiculo João 8:32”, continuou. “Contamos com o povo maravilhoso ao nosso lado e com a liberdade das mídias sociais, que esta sim traz a verdade para vocês, porque uma fábrica de fake news está na grande parte da imprensa“Estão perseguindo gente que apoia o governo de graça. Querem tirar a mídia que eu tenho a meu favor sob o argumento mentiroso de fake news.  “Por mais que queiram nos enxovalhar, não conseguem. Em qualquer lugar que estou do Brasil, lá o capitão Jair Bolsonaro é muito bem tratado junto à população”, finalizou. “E assim é também como tenho constatado o nosso policial militar quando está trabalhando nas ruas. Vocês são heróis de verdade. Vocês, inclusive, protegem a vida de quem nada fez por nós, mas nós acreditamos no próximo.”

ONDA FORTE NO DF

Em meio à indefinição quanto à estratégia de vacinação dos brasilienses contra a covid-19, o recrudescimento da pandemia do novo coronavírus se intensifica. Uma projeção da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), publicada ontem, aponta que, se o contágio continuar subindo no ritmo atual, na próxima semana, o DF deve testemunhar um aumento de 30% no número de infectados. Desde meados de novembro, a taxa de reprodução do vírus R(t) na capital federal é 1,3. Assim, 100 infectados podem passar a doença para 130 pessoas em uma semana, o que elevará o número de ocorrências para 313,4 mil. Segundo o último boletim epidemiológico, divulgado ontem, pela Secretaria de Saúde, o DF resgistrou 899 casos e 16 mortes em 24 horas. A capital soma 242.299 infecções e 4.123 óbitos em decorrência da covid-19. Dos pacientes, 231.071 são considerados recuperados.

Leia Também:  Bolsonaro se defende de criticas contra incêndios e enaltece o agro brasileiro

PENDÊNCIA

Juízes que integram a Associação Nacional para a Defesa da Magistratura (ADM) apresentaram ação coletiva contra a indicação do advogado Mário Nunes Maia para o cargo de conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Filho do ministro Napoleão Nunes Maia, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mário só obteve a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no ano passado, mas foi aprovado pelo Congresso para o cargo de R$ 37 mil.O advogado teve o nome validado por 364 deputados de 12 partidos, fruto de articulação iniciada em julho com apoio direto do ministro Nunes Maia. A indicação agora aguarda a sanção pelo presidente Jair Bolsonaro.

PRISÃO DE JORNALISTA

Foto Rosinei Coutinho

Sexta-feira quente em Brasília. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou a prisão preventiva do blogueiro Oswaldo Eustáquio. Segundo a decisão, Eustáquio descumpriu a prisão domiciliar ao ir em uma reunião no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos no último dia 15 para solicitar audiência com a ministra Damares Alves, porém não foi recebido. A própria pasta informou à juíza sobre o agendamento de uma reunião pelo blogueiro, e a magistrada esclareceu que “não foi formulado nenhum pedido para deslocamento do monitorando nesse período, tampouco houve qualquer autorização por parte daquele juízo para o referido deslocamento”. Além disso, consta na decisão de Moraes que Oswaldo teve 17 ocorrências relacionadas ao seu monitoramento eletrônico em dias diferentes, incluindo quatro vezes em que deixou a tornozeleira eletrônica ficar sem bateria, o que impede verificar a sua real localização geográfica

Leia Também:  ALERTA: Ministro da Economia ameaça deixar o governo se a PEC da Previdência for desidratada. Confira outras informações na coluna JPM

BABADO POLÏTICO

Assédio na Alesp: Cidadania deve decidir hoje se expulsa Fernando Cury
O Cidadania anunciou nesta sexta-feira, 18, o afastamento de Fernando Cury, acusado de assédio sexual contra a deputada Isa Penna (PSOL) durante uma sessão na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Segundo documento assinado pelo presidente nacional do partido, Roberto Freire, Cury ficará afastado até a conclusão do procedimento disciplinar no âmbito partidário.“O Deputado Estadual Fernando Cury fica liminarmente afastado de todas as funções diretivas partidárias, em todas as instâncias, bem como de todas as funções exercidas em nome do Cidadania, inclusive junto à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo”, diz o documento.
O vídeo do episódio foi transmitido ao vivo pelo canal da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) no YouTube. Nele, a parlamentar aparece conversando com o presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), quando Cury se aproxima da Mesa Diretora e se posiciona atrás da deputada, colocando a mão na lateral de seus seios. Em seguida, Isa empurra o deputado para afastá-lo de seu corpo.A deputada registrou um boletim de ocorrência contra o parlamentar por assédio sexual e vai entrar com representação.

EM MATO GROSSO

A obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) completa nesta sexta-feira (18) seis anos parada. O projeto que já consumiu cerca de R$ 1 bilhão passou por três governos desde 2012 e ainda não existe uma definição se vai ou não ser concluído. O valor total da obra inicialmente era de R$ 1,4 bilhão, mas mais da metade desse valor já foi gasto e cerca de 50% da obra foi executada.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Bastidores da República

Investigação contra ministro Dias Tofolli vira batata quente nas mãos do STF

Publicados

em

BATATA QUENTE

O Supremo Tribunal Federal está com uma batata quente nas mãos. É que a Polícia Federal pediu abertura de inquérito para investigar a suposta participação do ministro Dias Toffoli, do STF, na venda de sentenças judiciais. A investigação precisa de autorização da própria Corte para ser iniciada. A solicitação foi enviada ao gabinete do ministro Edson Fachin, que encaminhou o caso para manifestação da Procuradoria Geral da República (PGR).

BATATA QUENTE (2)

Toffoli foi citado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral em depoimento válido por um acordo de delação premiada. Ele alegou que o ministro recebeu R$ 4 milhões em propina para favorecer dois prefeitos do Rio em processos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O magistrado atuou na Corte eleitoral entre 2012 e 2016. Por meio de nota, o ministro negou qualquer irregularidade, e disse que desconhece qualquer investigação contra ele.

OPERAÇÃO CORSÁRIOS

Quem também está na mira da Polícia Federal é a senadora Rose de Freitas (MDB-ES). A PF investiga o possível envolvimento dela numa organização criminosa que atuava na Companhia de Docas do Espírito Santo. Esquema envolvia direcionamento de licitação e desvio de recursos públicos de contratos. Para obter essas vantagens indevidas, o grupo usava um escritório de advocacia que simulava a prestação de serviços advocatícios para dar aparência de legalidade à movimentação de valores. Conforme apuração, a lavagem de dinheiro também acontecia por meio da compra de imóveis de luxo e pagamento de despesas pessoais dos envolvidos.

Leia Também:  Diante de greve, Correios reforça efetivo para cumprir entregas postais

LEITE CONDENSADO

O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta quarta-feira (12) a Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da covid-19. Ao relator da CPI, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), Bolsonaro sugeriu que seja criada também uma “CPI do leite condensado”. O chefe do Executivo reclamou sobre declaração de Calheiros, que afirmou que a investigação sobre desvios de verbas de estados poderá ser feita “se houver necessidade”, mas que não é objetivo inicial da comissão. “Vocês viram o Renan Calheiros essa semana? A CPI não existe para investigar desvio de recurso. Vou dar uma sugestão para o Renan: depois faça a CPI do leite condensado”, apontou rindo.

PEDIU PRA SAIR

O chefe da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Giuseppe Dutra Janino deixou o cargo após 25 anos de serviços prestados à Justiça Eleitoral. Conhecido como o pai da urna eletrônica, por ter participado do grupo que projetou o equipamento, deixou o cargo a pedido. Foi nomeado em seu lugar Júlio Valente. A saída de Janino coincide com pedidos por parte do presidente Jair Bolsonaro para aprovação do voto impresso. “Com toda certeza nós aprovaremos no Parlamento e teremos, sim, uma maneira de auditar o voto por ocasião das eleições de 2022. Ganhe quem ganhar, mas na certeza, não na suspeição da fraude”, afirmou Bolsonaro.

Leia Também:  Bolsonaro se defende de criticas contra incêndios e enaltece o agro brasileiro

E O ENEM?

Uma portaria do INEP, publicada no dia 11 de Maio, no Diário Oficial da União, é mais uma evidência de que não teremos mais uma edição do ENEM ainda em 2021. A Portaria trata das Metas Globais do INEP para o ano de 2021. Nas metas listadas não está a aplicação do ENEM. Outros exames, como o ENADE, o ENCCEJA e o CELPE-BRAS, também sob a responsabilidade do INEP, constam entre as metas, com a previsão da realização de um de cada destes exames em 2021. Sobre o ENEM consta, como meta, 100% do Planejamento e da Preparação Técnica do exame. Uma pena, né?

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA