Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

BASTIDORES DA REPÚBLICA

Bolsonaro chama governadores de aprendizes de ditadores, idiotas e boçais achando que mandam

Publicados

em

DITADORES

 

Sérgio Lima/Poder360

Nessa polêmica da tal vacina Coronavac, o presidente Jair Bolsonaro acabou chamando alguns governadores de “aprendizes de ditadores”. Segundo ele, trata-se de uma manobra arquitetada pelo governador de São Paulo, João Dória, para conseguir que o STF determine aos estados o poder de definir se compram ou não a vacina chinesa. “São figuras nanicas, hipócritas, idiotas, boçais, achando que mandam no estado dele. Vai tomar vacina. Vai tomar você, vai tomar o que você entender, coca-cola, tubaína”, afirmou Bolsonaro.

SOBROU PRA TODOS

Sérgio Lima/PODER 360

Após a polêmica da vacina contra a Covid-19 protagonizada pelo presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, Joao Dória (PSDB), além do ministro da Saúde Eduardo Pazuello, a coisa esquentou aqui em Brasília. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disparou contra o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Salles se referiu a Ramos como “banana de pijama” e “Maria Fofoca”. Salles usou Twitter para criticar a ala militar do governo que saiu em defesa de Pazuello nesse episódio. Tudo em casa. Dá nada não.

VAI NA FÉ

Ao que tudo indica e, se depender da torcida, os cassinos estarão de volta ao Brasil. É que a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado deu parecer favorável à aprovação do Projeto de Lei (PL) que regulamenta os cassinos no país. O PL foi apresentado ainda em 2019 pelo senador Roberto Rocha (PSDB). O relator, Ângelo Coronel (PSD/BA), defendeu a iniciativa e ressaltou que a arrecadação vinda com a legalização de cassinos pode fomentar o Renda Cidadã, projeto do governo Jair Bolsonaro.

Leia Também:  Aprovação a Bolsonaro sobe e é a melhor desde o início do mandato e ele ri à toa

CORTE NA CARNE

O presidente Jair Bolsonaro foi obrigado a fechar diversas embaixadas para reduzir os gastos do governo. De início, foram encerrados dois postos na África e cinco embaixadas em países do Caribe. Como tem feito rotineiramente, Bolsonaro não usou as redes oficiais e fez o anúncio em suas páginas pessoas nessa sexta-feira. Segundo o Palácio do Planalto, outras embaixadas poderão ser fechadas ao longo de 2021.

NOVA POLÊMICA

Por outro lado, o governo federal anunciou que poderá contratar 51.021 servidores no ano que vem e já começou a receber críticas. Previsão de admissão de novos servidores consta da proposta orçamentária encaminhada ao Congresso em agosto, ao custo de R$ 2,9 bilhões. Para analistas, medida contraria intenção manifestada pelo Executivo de enxugar a folha de pagamentos da União. Será mais uma boa polêmica para o fim de semana.

PROBLEMÃO

A presidência do Senado está com uma batata quente nas mãos. É que a suplência de Chico Rodrigues tornou-se um problema sério para o Senado. Em condições normais, assumiria seu filho, Pedro Arthur Rodrigues (DEM-RR), que é o primeiro suplente, mas, após divulgação de novas informações do relatório da Polícia Federal, a situação complicou-se por causa não apenas da apreensão de uma pedra suspeita de ser uma pepita de ouro, mas também de um revólver Taurus 38 Special, de seis munições avulsas para a arma e de duas caixas de munições de espingarda calibres 20 e 36.

Leia Também:  Jair Bolsonaro processa o deputado Jean Wyllys

NA PRESSÃO

Após pressões de todos os lados, o ministério da Economia liberou 60 milhões de reais para que o Ibama pudesse retomar o Prevfogo e mandar brigadistas de volta à campo. Atuação dos 1.400 brigadistas, junto à Força Nacional de Segurança e Corpo de Bombeiros, foi fundamental para controlar os incêndios florestais no Pantanal, mais recentemente. Enfim, grana em caixa e trabalho retomado.

SEXTOU COM DESEMPREGO

O número de pessoas desocupadas no Brasil chegou a 13,5 milhões em setembro, equivalente a 14% dos trabalhadores, maior taxa mensal da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esses dados integram a edição mensal da Pnad Covid-19. Em maio a população desocupada era de 10,1 milhões, saltando para 12,9 milhões em agosto e 13,5 milhões no mês passado. Isso representa alta de 33,1% desde o início da pesquisa. Em agosto a taxa de desocupação era de 13,6%.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Bastidores da República

Mourão ameniza críticas de Eduardo Bolsonaro e se consolida como figura conciliadora

Publicados

em

GENERAL CONCILIADOR

Após a crise gerada por comentários feitos pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, voltou a agir como conciliador e exaltou a relação entre Brasil e China. “Oportunidade e estratégia andam juntas em nosso relacionamento”, disse o general. Ele também ressaltou a expertise tecnológica da China após o filho do presidente Bolsonaro acusar o país asiático de espionagem via 5G e receber resposta dura dos chineses. Apesar de ter apagado a publicação, o deputado reiterou suas preocupações, dizendo ter suas convicções e suspeitas fundadas.

VELHA PRÁTICA

Começou por São Paulo, mas o Ministério Público de vários estados já investigam denúncias de candidaturas “laranjas” de mulheres. É que após o primeiro turno dos pleitos municipais, começam a surgir desconfianças de uso de mulheres como laranjas. Atualmente, a Justiça Eleitoral obriga que 30% das candidaturas de coligações sejam femininas. A norma é colocada como condição para que os partidos tenham acesso ao Fundo Eleitoral. Um fato que reforça essa suspeita é que mulheres são maioria entre candidatos que não obtiveram nenhum voto. Ou seja, se candidataram, mas não pediram votos. No primeiro turno 3.454 candidatas não obtiveram sequer um voto, 64,2%. Ao todo, o pleito teve 187.028 candidatas, o que correspondente a 33,55%

VACILARAM

A pandemia da Covid-19 vem causado preocupação a senadores e deputados aqui em Brasília. É que uma onda de infecção pelo novo coronavírus atinge parlamentares de forma preocupante. Médicos avaliam que infecção entre congressistas está relacionada, especialmente, à participação deles nas eleições municipais, ao atuarem em apoio a aliados. Entre os que testaram positivo nos últimos dias estão os deputados federais Osmar Terra (MDB-RS), Sâmia Bonfim (Psol-SP), Fábio Trad (PSD-MS) e Hildo Rocha (MDB-MA). Já entre senadores, Luiz Carlos Heinze (PP-RS), Kátia Abreu (PP-TO) e Ângelo Coronel (PSD-BA).

Leia Também:  Bolsonaro e Haddad têm agendas distintas hoje

VACILARAM (2)

No governo, a covid-19 também tem se alastrado. Na terça-feira, o ministro da Justiça, André Mendonça, foi diagnosticado com a doença. Mendonça é o 13º ministro do Estado a confirmar a infecção. Antes dele, o último tinha sido o da Saúde, Eduardo Pazuello, que chegou a ser internado. Também foram vítimas da doença os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Braga Netto (Casa Civil), Fábio Faria (Comunicações), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência), Luiz Eduardo (Secretaria de Governo), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações), Marcelo Álvaro (Turismo), Milton Ribeiro (Educação), Onyx Lorenzoni (Cidadania) e Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União).

ÚLTIMA ESPERANÇA

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou para o plenário virtual da Corte a ação que decidirá se os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP, podem concorrer a reeleição. O julgamento está marcado para começar em 4 de dezembro. Os magistrados vão avaliar a ação apresentada pelo PTB, que alega ser inconstitucional que ambos concorram ao cargo novamente. A Constituição proíbe a reeleição na mesma legislatura. No entanto, o texto não trata dos casos em que a reeleição ocorre em legislaturas diferentes.

FEITO HISTÓRICO

O Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, comandou nesta quinta-feira (26), na sede da B3, a bolsa de valores oficial do Brasil, na cidade de São Paulo, o leilão de concessão de três lotes de rodovias estaduais, totalizando 512,2 quilômetros.  Este foi o segundo maior leilão de rodovias do Brasil, perdendo somente para o Governo de São Paulo, que concedeu 1.273 quilômetros de malha rodoviária. Ao todo, os contratos somam quase R$ 6 bilhões, com uma taxa de retorno de 9,2%. Os investimentos previstos para serem aplicados na melhoria dos três lotes das rodovias ao longo do prazo de concessão são da ordem de R$ 3,341 bilhões.

Leia Também:  OPINIÃO DO DIA: Exemplo de político municipalista

CHEGA, NÉ

O presidente Jair Bolsonaro declinou a solicitação para que prestasse depoimento no âmbito do inquérito da Polícia Federal que investiga suposta interferência do chefe do Executivo da corporação. O comunicado da Advocacia-Geral da União (AGU) foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), com data do dia 25 de novembro, última quarta-feira. Além de abrir mão de prestar depoimento, ressaltando que o presencial foi o único meio que lhe foi oportunizado, a AGU ainda pediu o “pronto encaminhamento dos autos à Polícia Federal para elaboração de relatório final a ser submetido, ato contínuo, ainda dentro da prorrogação em curso, ao Ministério Público Federal”.

RECADO PRA QUEM?

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil pode crescer de 3% a 4% em 2021 “se não fizer besteira”. Ele volta a demonstrar otimismo sobre a retomada da economia e afirma que avanço de 3% a 4% é uma “previsão conservadora”. “Se fizermos besteira, afunda de novo”, afirmou o ministro, na quarta-feira, em um evento da revista Voto, em São Paulo, acompanhando o presidente da República, Jair Bolsonaro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA