Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

BASTIDORES DA REPÚBLICA

Aprovação a Bolsonaro sobe e é a melhor desde o início do mandato e ele ri à toa

Publicados

em

RINDO À TOA

Foto: Marcelo Camargo – Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro está rindo á toa. Ele alcançou sua melhor avaliação desde o início do mandato, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (14). A pesquisa aponta que 37% dos brasileiros consideram o atual governo ótimo ou bom (eram 32% no levantamento feito nos dias 23 e 24 de junho. Já o índice dos que consideram sua gestão ruim ou péssima caiu de 44% para 34% no mesmo período. Desta vez, 27% avaliam como regular o atual governo, ante 23% em junho. Já os adversários, é só choradeira.

CAIU NO COLO

A melhora na avaliação de Bolsonaro coincide com o momento em que ele baixou o tom no enfrentamento ao Judiciário e ao Congresso, deixando de participar de atos pró-ditadura e com a constituição de uma base parlamentar em aliança com o Centrão. Também nesse período se intensificou o pagamento de auxílios emergenciais para a população mais pobre e vários setores da economia em razão da pandemia de covid-19.

NO LIMITE

Conversas de bastidores dão conta que o a paciência de Bolsonaro com Paulo Guedes chegou ao limite e a saída dele do ministério da Economia é questão de tempo. Talvez, de um fim de semana. O presidente não gostou nada das declarações que Guedes fez à Imprensa sobre os riscos de o governo furar o teto de gastos. A situação levou o presidente a dizer a assessores mais próximos que chegou ao limite. E foi mais além: “A ideia de furar o teto de gastos existe, qual o problema?”

Leia Também:  Covid-19: Brasil registra 165 mil mortes e tem 5,84 mi de casos

SINAL AMARELO

Apesar do clima tenso no Planalto, o presidente Bolsonaro sabe que se Paulo Guedes deixar o governo nesse momento causará tumultos no mercado financeiro. No entanto, quem convive mais próximo ao presidente sabe que ele não acredita em crise duradoura. Para Bolsonaro, qualquer crise é passageira. Principalmente, se o provável substituto de Paulo Guedes tiver a benção dos setores produtivos. Até então, o nome mais viável é o do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

SINAL VERMELHO

Quem poderá decidir o destino de Paulo Guedes, além do presidente Jair Bolsonaro, é o Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte Suprema aguarda apenas a conclusão de uma investigação sobre participação de Guedes em supostas fraudes em fundos de pensão por meio da gestora da qual ele era sócio antes de assumir o cargo no governo. De qualquer forma, o STF vai levando. Por enquanto Paulo Guedes é beneficiado pela blindagem institucional inerente à posição de ministro de Estado.

HIPANDO

O ex-presidente Lula esteve ontem nos assuntos mais comentados nas redes sociais.  Em seu perfil no Twitter, ele recordou o aniversário de Fidel Castro. O ex-ditador cubano completaria 94 anos.  O ex-presidente escreveu: “Esta noite milhões de crianças dormirão na rua, mas nenhuma delas é cubana”. Lula ainda acrescentou, “Fidel hoje completaria 94 anos. Ele se foi, mas suas ideias por um mundo mais justo e igualitário permanecem vivas”.  Na postagem o ex-presidente acrescentou fotos com Fidel. O ex-ditador morreu em 2016, aos 90 anos. Muitos elogiaram Lula. Outros tantos desceram o sarrafo. Como dizem os internautas, Lula “hipou”.

Leia Também:  Ministério Público de Mato Grosso deflagra a Operação “Inter Amicum”

PORTA DOS FUNDOS

Não é a primeira vez que Lula é criticado nas redes sociais. Em maio o ex-presidente disse em uma live que o coronavírus veio para mostrar a importância do Estado na administração pública. “Ainda bem que a natureza, que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem, que os cegos comecem a enxergar, que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises”. Depois de levar sarrafo de todos os lados, Lula se desculpou e saiu de fininho pelas portas dos fundos.

A SALVAÇÃO

Com as exportações aquecidas, o agronegócio é um dos únicos setores da economia brasileira que tem conseguido bom desempenho em meio à pandemia do novo coronavírus. Reflexo disso está na soja, item mais exportado pelo País. Agricultores estão antecipando a venda do grão que só vai ser colhido no começo de 2022, um fato inédito. O Brasil se prepara agora para o plantio da safra 2020/21 e, no caso da soja, a colheita está prevista para o início do ano que vem. Isso significa que os agricultores estão antecipando as vendas do produto de uma safra à frente.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Bastidores da República

Investigação contra ministro Dias Tofolli vira batata quente nas mãos do STF

Publicados

em

BATATA QUENTE

O Supremo Tribunal Federal está com uma batata quente nas mãos. É que a Polícia Federal pediu abertura de inquérito para investigar a suposta participação do ministro Dias Toffoli, do STF, na venda de sentenças judiciais. A investigação precisa de autorização da própria Corte para ser iniciada. A solicitação foi enviada ao gabinete do ministro Edson Fachin, que encaminhou o caso para manifestação da Procuradoria Geral da República (PGR).

BATATA QUENTE (2)

Toffoli foi citado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral em depoimento válido por um acordo de delação premiada. Ele alegou que o ministro recebeu R$ 4 milhões em propina para favorecer dois prefeitos do Rio em processos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O magistrado atuou na Corte eleitoral entre 2012 e 2016. Por meio de nota, o ministro negou qualquer irregularidade, e disse que desconhece qualquer investigação contra ele.

OPERAÇÃO CORSÁRIOS

Quem também está na mira da Polícia Federal é a senadora Rose de Freitas (MDB-ES). A PF investiga o possível envolvimento dela numa organização criminosa que atuava na Companhia de Docas do Espírito Santo. Esquema envolvia direcionamento de licitação e desvio de recursos públicos de contratos. Para obter essas vantagens indevidas, o grupo usava um escritório de advocacia que simulava a prestação de serviços advocatícios para dar aparência de legalidade à movimentação de valores. Conforme apuração, a lavagem de dinheiro também acontecia por meio da compra de imóveis de luxo e pagamento de despesas pessoais dos envolvidos.

Leia Também:  Sefaz parabeniza e destaca importância dos fiscais de tributos

LEITE CONDENSADO

O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta quarta-feira (12) a Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da covid-19. Ao relator da CPI, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), Bolsonaro sugeriu que seja criada também uma “CPI do leite condensado”. O chefe do Executivo reclamou sobre declaração de Calheiros, que afirmou que a investigação sobre desvios de verbas de estados poderá ser feita “se houver necessidade”, mas que não é objetivo inicial da comissão. “Vocês viram o Renan Calheiros essa semana? A CPI não existe para investigar desvio de recurso. Vou dar uma sugestão para o Renan: depois faça a CPI do leite condensado”, apontou rindo.

PEDIU PRA SAIR

O chefe da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Giuseppe Dutra Janino deixou o cargo após 25 anos de serviços prestados à Justiça Eleitoral. Conhecido como o pai da urna eletrônica, por ter participado do grupo que projetou o equipamento, deixou o cargo a pedido. Foi nomeado em seu lugar Júlio Valente. A saída de Janino coincide com pedidos por parte do presidente Jair Bolsonaro para aprovação do voto impresso. “Com toda certeza nós aprovaremos no Parlamento e teremos, sim, uma maneira de auditar o voto por ocasião das eleições de 2022. Ganhe quem ganhar, mas na certeza, não na suspeição da fraude”, afirmou Bolsonaro.

Leia Também:  Covid-19: Brasil registra 165 mil mortes e tem 5,84 mi de casos

E O ENEM?

Uma portaria do INEP, publicada no dia 11 de Maio, no Diário Oficial da União, é mais uma evidência de que não teremos mais uma edição do ENEM ainda em 2021. A Portaria trata das Metas Globais do INEP para o ano de 2021. Nas metas listadas não está a aplicação do ENEM. Outros exames, como o ENADE, o ENCCEJA e o CELPE-BRAS, também sob a responsabilidade do INEP, constam entre as metas, com a previsão da realização de um de cada destes exames em 2021. Sobre o ENEM consta, como meta, 100% do Planejamento e da Preparação Técnica do exame. Uma pena, né?

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA