Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ONLINE

Mais de 40 filmes de terror nacionais são exibidos em mostra

Publicados

em

Uma mostra de cinema promovida pelo Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) vai exibir 44 filmes de terror brasileiros contemporâneos a partir desta quarta-feira (28) pela internet. A mostra MacaBRo – Horror Brasileiro Contemporâneo apresentará ao público longas e curtas realizados por cineastas nacionais nos últimos cinco anos.

Devido à pandemia de covid-19, a mostra será feita de forma online, até o dia 23, e os filmes serão exibidos gratuitamente na plataforma Darkflix. Além dos filmes serão realizadas palestras, debates e cursos também virtuais.

Os longa-metragens ficarão disponíveis por 24 horas, com um limite de visualizações (saindo do ar assim que atingir esse limite). Já os curtas ficarão no ar por uma semana.

Entre os longas que serão exibidos na mostra estão Morto Não Fala, de Dennison Ramalho, O Animal Cordial, de Gabriela Amaral Almeida, Sem Seu Sangue, de Alice Furtado (que estreou no Festival de Cannes), Quando Eu Era Vivo, de Marco Dutra, Terminal Praia Grande, de Mavi Simão, O Clube dos Canibais, de Guto Parente, Condado Macabro, de André de Campos Mello e Marcos DeBrito, e Mal Nosso, de Samuel Galli.

Os dois últimos longas de Rodrigo Aragão, O Cemitério das Almas Perdidas e A Mata Negra, também estão na programação da mostra, que ainda contará com debates com o diretor.

“Percebi que as pessoas não conhecem mesmo, quase sempre nunca ouviram falar que existia horror sendo feito no cinema brasileiro contemporâneo. Eles até estão disponíveis em plataformas digitais, em canais a cabo, mas você tem que procurar um a um, assinar esses serviços ou ter o canal disponível na sua TV a cabo. Com essa mostra, disponibilizando online, gratuitamente, a gente acredita que muita gente vai preencher essa lacuna de não poder conhecer o cinema de horror brasileiro”, disse Carlos Primati, que faz a curadoria da mostra junto com Breno Lira Gomes.

A mostra também homenageará José Mojica Marins, considerado o pai do cinema nacional de horror e criador do personagem Zé do Caixão, que faleceu no início deste ano. Serão exibidos os curtas Saci, dirigido por ele, e Lasanha Assassina, animação que tem a dublagem de Zé do Caixão.

Confira a programação:

Quarta-feira (28)

18h – O Hóspede (curta-metragem)

19h – Live com os diretores Ramon Porto Mota e Ian Abé da produtora homenageada Vermelho Profundo

Leia Também:  Paulo Guedes recebe novo elogio de Bolsonaro e joga água fria no fogo amigo

20h – A Noite Amarela (Acessível: Legenda descritiva e interpretação em Libras)

29 de outubro, quinta-feira

16h – Cova Aberta (curta-metragem)

18h – O Nó do Diabo – Episódio 1

20h – Canto dos Ossos

Sexta-feira (30) 

18h – O Nó do Diabo – Episódio 2

19h – Live com Mariah Benaglia e Jhésus Tribuzi da produtora Vermelho Profundo

20h – Os Mortos (curta-metragem)

Sábado (31) 

15h – O Nó do Diabo – Episódio 3

16h – Curso com o curador Carlos Primati – Módulo 1

18h – O Desejo do Morto (curta-metragem)

19h – Debate: O Terror e o Cinema Brasileiro, com a cineasta Gabriela Amaral Almeida, o cineasta Rodrigo Aragão, a crítica de cinema Flávia Guerra. Mediação do curador Carlos Primati.

20h – A Mata Negra

Domingo (1°/11) 

16h – O Nó do Diabo – Episódio 4

18h – Mais Denso que o Sangue (curta-metragem)

20h – Não tão Longe (curta-metragem)

Segunda-feira (2/11)

16h – O Nó do Diabo – Episódio 5

18h – Sem seu Sangue (Acessível: Legenda descritiva e interpretação em Libras)

19h – Live com o curador Carlos Primati e a diretora de Sem seu Sangue Alice Furtado

20h – As Núpcias de Drácula

Terça-feira (3/11) 

18h – A Noite Amarela (Acessível: Legenda descritiva e interpretação em Libras)

20h – Os Jovens Baumann (Acessível: Legenda descritiva e interpretação em Libras)

Quarta-feira (4/11) 

18h – Christabel

19h – Live com a pesquisadora Laura Loguercio Cánepa e a diretora homenageada Gabriela Amaral Almeida

20h – O Animal Cordial

Quinta-feira (5/11)

18h – Uma Primavera (curta-metragem)

20h – #ninfabebê

Sexta-feira (6/11) 

18h – Estátua! (curta-metragem)

19h – Live com o curador Breno Lira Gomes e o ator de “Quando eu era vivo” Antonio Fagundes

20h – Quando eu era Vivo

Sábado (7/11) 

14h – O Segredo dos Diamantes

15h – A Mão que Afaga (curta-metragem)

16h – Curso com o curador Carlos Primati – Módulo 2

18h – O Caseiro

19h – Palestra com a cineasta Gabriela Amaral Almeida com o tema Escrevendo histórias de terror para o cinema

20h – A sombra do pai

Domingo (8/11) 

16h – O Animal Cordial

18h – O Clube dos Canibais

20h – Condado macabro

Segunda-feira (9/11) 

18h – Quando eu era vivo

19h – Live com o curador Carlos Primati e o diretor de Quando eu era vivo e montador dos curtas da homenageada, Marco Dutra

20h – Terminal Praia Grande

Terça-feira (10/11) 

18h – A sombra do pai

20h – Terra e luz

Quarta-feira (11/11)

18h – A capital dos mortos 2: Mundo morto

20h – Nocturnu (curta-metragem)

Leia Também:  Com homenagem a Zé do Caixão, festival Curta Neblina traz 31 curtas

21h30 – Live com o crítico Marcelo Miranda e o cineasta homenageado Dennison Ramalho

Quinta-feira (12/11) 

16h – Canto dos ossos

18h – Amor só de mãe (curta-metragem)

20h – Quando o galo cantar pela terceira vez renegarás tua mãe

Sexta-feira (13/11) 

18h – O diabo mora aqui

19h – Live com o curador Breno Lira Gomes e a atriz de Morto não fala Bianca Comparato

20h – Morto não fala

Sábado (14/11)

16h – Curso com o curador Carlos Primati – Módulo 3

18h – As núpcias de Drácula

19h – Debate: A atuação no cinema de terror, com a atriz Luciana Paes, a crítica de cinema Cecília Barroso. Mediação do curador Breno Lira Gomes.

20h – Christabel

Domingo (15/11)

16h – Ninjas (curta-metragem)

18h – Condado macabro

20h – Mal nosso

Segunda-feira (16/11)

16h – A casa de Cecília

18h – O caseiro

19h – Live com o curador Breno Lira Gomes e a atriz e produtora de Através da sombra Virginia Cavendish

20h – Através da sombra

Terça-feira (17/11)

16h – Morto não fala

18h – Terra e luz

20h – A capital dos mortos 2: Mundo morto

Quarta-feira (18/11)

18h – O clube dos canibais

20h – O saci (curta-metragem)

Quinta-feira (19/11)

16h – A lasanha assassina (curta-metragem)

18h – #ninfabebê

20h – Mal nosso

Sexta-feira (20/11)

18h – O segredo de Davi (Acessível: Legenda descritiva)

20h – Tirarei as medidas do seu caixão (curta-metragem)

Sábado (21/11)

14h – O segredo dos diamantes

16h – Curso com o curador Carlos Primati – Módulo 4

18h – Os jovens Baumann

19h – Palestra com a pesquisadora e crítica de cinema Beatriz Saldanha com o tema Diretoras e o terror

20h – A casa de Cecília

Domingo (22/11)

16h – Através da sombra

18h – Coração das trevas (Coffin Joe’s Heart of Darkness – curta-metragem)

20h – Quando o galo cantar pela terceira vez renegarás tua mãe

Segunda-feira (23/11) 

18h – O cemitério das almas perdidas

19h – Live com o curador Carlos Primati e o diretor de O cemitério das almas perdidas e A mata negra, Rodrigo Aragão

20h – A mata negra

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ARTE & CULTURA

Secel divulga resultados de três editais da Lei Aldir Blanc

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) divulgou o resultado preliminar de três dos cinco editais da Lei Aldir Blanc que tiveram inscrições encerradas no dia 16 de novembro. Nas publicações constam os projetos selecionados, classificados e inabilitados nas seleções públicas Conexão Cultura Jovem, MT Criativo e Conexão Mestres da Cultura Marília Beatriz de Figueiredo Leite.

De acordo com o cronograma, o período para recurso será de dois dias, ou seja, os proponentes têm até quinta-feira (26.11) para recorrer nos três editais. O julgamento dos recursos pode alterar as listas de projetos selecionados.

As análises dos projetos inscritos nos editais MT Nascentes e Circuito de Mostras e Festivais estão em fase de finalização e devem ser concluídas até sexta-feira (27.11), conforme retificações publicadas. Juntas, as duas seleções públicas contam com R$ 19,75 milhões para atender quase 500 projetos.

“Recebemos uma demanda enorme de inscrições, foram mais de 1.800 propostas. Organizamos uma força-tarefa para analisar tudo em tempo recorde. Foram dias intensos para as equipes da Secel, mas gratificantes. Conseguimos analisar uma grande parte dos projetos recebidos e até sexta concluiremos mais uma etapa para o cumprimento dessa nobre missão!”, expõe o secretário da Secel, Alberto Machado.

Leia Também:  MT está preparado para implantação da tecnologia embarcada e consequentemente do TCO, defende secretário

Com R$ 7 milhões disponíveis, o edital Conexão Mestres da Cultura Marília Beatriz de Figueiredo Leite vai atender 70 propostas que homenagearão personalidades mato-grossenses utilizando pelo menos duas mídias diferentes. Cada projeto contemplado receberá até R$ 100 mil para sua execução. Resultado preliminar AQUI.

Divididos em mundo das artes, negócios digitais e criações funcionais, os 32 projetos de economia criativa selecionados contarão com até R$ 50.000,00 cada um para sair do papel, consolidar sua execução ou entrar na fase de crescimento. O edital MT Criativo totaliza de R$ 1,6 milhões de investimento. Resultado preliminar AQUI.

Já o edital Conexão Cultura Jovem selecionará cinco laboratórios de comunicação e cultura (LabCom) a serem instalados em comunidades com índices de vulnerabilidade social. Cada projeto vai receber R$ 200 mil para levar ações formativas com foco em práticas culturais da própria coletividade. O valor total investido é de R$ R$ 1 milhão. Resultado preliminar AQUI.

A classificação final dos projetos foi feita por comissão técnica que contou com uma equipe especializada de servidores da Secel e de membros do Conselho Estadual de Cultura.

Leia Também:  Fatos históricos, datas comemorativas e feriados de outubro de 2020

Após a divulgação do resultado final da seleção, os proponentes dos projetos selecionados terão sete dias para apresentação de documentação complementar. O cronograma apertado tem como objetivo o pagamento dos aprovados até o dia 31 de dezembro deste ano.

Como entrar com recursos

Para reavaliação dos projetos considerando os requisitos exigidos, os proponentes devem solicitar as informações nos endereços de e-mail indicados no respectivo edital. Os itens ou documentos necessários para interposição de recurso também serão recebidos digitalmente.

Edital Conexão Cultura Jovem: [email protected]

Edital Conexão Mestres da Cultura: [email protected]

Edital MT Criativo: [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA