Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

EMPODERAMENTO

Evento online promove debate sobre a posição das mulheres nas artes

Publicados

em

A partir de 16 de novembro acontecerá o I Ciclo Formativo Mulheres nas Artes, que vai até o dia 4 de dezembro. O evento acontecerá em via YouTube e contará com webnários e oficinas pautados no debate de ideias e no compartilhamento de saberes e experiências de mulheres artistas, pesquisadoras, gestoras e produtoras que atuam com diferentes manifestações culturais.

Os encontros acontecerão sempre das 19h30 às 21h30 e quem desejar um certificado de participação precisa fazer a inscrição gratuita pelo site da Sympla . Os temas dos webnários serão: “Participação e protagonismo das mulheres”, “Mulheres nas Políticas Públicas de Cultura”, “Mulheres na Produção Audiovisual”, “Cultura, Comunicação e Tecnologias” e “Mulheres e a Consciência Negra”. Ao final do ciclo, cinco participantes serão escolhidos ara uma orientação sobre a viabilização de seus projetos culturais.

O I Ciclo Formativo Mulheres nas Artes é realizado pela Bendita Prosa e tem apoio do Contemporâneas Vivara, projeto que visa destacar o protagonismo feminino. Veja abaixo a programação completa:

WEBNÁRIOS GRATUITOS

16/11 – Participação e protagonismo das Mulheres
Mediadora: Maria Carolina Vasconcelos Oliveira
Palestrantes: Vulcanica Pokaropa e Baby Amorin

Leia Também:  Congresso internacional debate preservação da memória institucional

17/11 – Mulheres nas Políticas Públicas de Cultura
Mediadora: Ana Paula do Val
Palestrantes: Ingrid Soares e Magda Gomes

18/11 – Mulheres na Produção Audiovisual
Mediadora: Ceiça Ferreira
Palestrantes: Edileuza Penha e Joice Prado Almeida

19/11 – Cultura, Comunicação e Tecnologias
Mediadora: Helena Martins
Palestrantes:Graciela Natansohn e Daniela Araújo

20/11 – Mulheres e a Consciência Negra
Mediadora:Jaqueline Fernandes
Palestrantes: Nágila Oliveira e Tainá de Paula

OFICINAS GRATUITAS
De 23 a 27/11 – Oficinas de desenvolvimento de projetos culturais
De 30/11 a 4/12 – Oficinas livres

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ARTE & CULTURA

Atletas do Jiu-Jitsu Rotam da PM são contemplados com bolsa atleta do Governo de Mato Grosso

Publicados

em

Esta semana, atletas do projeto social Jiu-Jitsu Rotam da Polícia Militar foram contemplados com o apoio financeiro do Programa Bolsa Atleta do Governo do Estado. Com o recurso, Felipe Leonardo Costa Lima, de 17 anos, e Lucas Santana Nascimento, de 16 anos, poderão custear suas atividades esportivas.

Pela primeira vez, alunos atletas do projeto da PM desenvolvido pelo Batalhão Rotam foram aprovados e conquistaram o aporte financeiro do programa.Felipe Leonardo, que é faixa azul, está no Jiu-Jitsu Rotam há seis anos, é um dos alunos mais antigos do projeto e  já coleciona inúmeras vitórias no tatame.

Somente no ano de 2019, o jovem venceu quatro  das seis lutas em que participou. Mesmo diante de um ano pandêmico, Felipe não parou de treinar, a dedicação ao jiu-jitsu levou o atleta  mais uma vez a subir ao pódio; o atleta conquistou medalha de ouro  no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE), em São Paulo.

Atleta faixa azul, Lucas Santana do Nascimento está no projeto social da Rotam há três anos e já venceu competições importantes como Abu Dhabi Jiu- Jitsu PRO AJP e o primeiro lugar do Campeonato Estadual de Jiu-Jitsu.

Leia Também:  Municípios começam a receber recursos emergenciais para o setor cultural

Com o aporte financeiro, os dois jovens moradores  do bairro Dom Aquino, na capital, poderão custear uniformes, materiais esportivos, transporte, alimentação, suplementação para alta performance, hospedagem para participar das competições, entre outras necessidades.

O Programa Bolsa Atleta da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer garante benefício financeiro com valores entre  R $250 a R$1,6 mil  pelo período de 12 meses. Mais dois atletas do projeto da Polícia Militar já estão na lista de espera para serem contemplados com o benefício. Para que os atletas fossem selecionados tiveram que preencher vários requisitos, onde foi elaborado currículo individual com todas as conquistas de cada participante.

Projeto Jiu-Jitsu Rotam

O projeto Jiu-Jitsu Rotam é coordenado por policiais militares e atende cerca de 200 crianças e adolescentes de seis a 17 anos de idade. Por meio da prática esportiva, a PM busca atender famílias carentes  que através de aulas gratuitas de Jiu-Jitsu fomentam a importância do esporte e da cidadania, evitando a ociosidade.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA