Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ATO

Espetáculo de acendimento de luzes do Beco do Candeeiro acontece nesta sexta (04)

Publicados

em

 

Em decorrência do feriado de Corpus Christi, a programação Arte no Beco será realizada nesta sexta-feira (04), a partir das 19h. Além do espetáculo Luz Candeeiro, executada pelo grupo de siriri Flor do Campo, grupo Camerata e narração de Edmilson Maciel. Também se apresentarão na data o grupo musical Raízes do Samba, o grupo Capoeira Vip, Studio de Dança Primeiros Passos e Oliveira Filho. As atividades são executadas pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

“Precisamos resgatar a autoestima do povo cuiabano, valorizar nossas raízes e as atividades no Beco do Candeeiro trazem esse ufanismo de ser cuiabano. O espaço público é do povo e precisa ser ocupado pelo povo”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Toda a programação no Beco do Candeeiro é realizada com entrada franca e limitada a 70 pessoas, respeitando as medidas de biossegurança em decorrência da pandemia da COVID-19, como distanciamento mínimo de 1,5 metros, uso obrigatório de máscara, medição de temperatura e disponibilização de álcool 70%.

“Nossa intenção é ofertar um espaço seguro, de valorização da cuiabania e dos artistas de Cuiabá. Respeitando as medidas de biossegurança, estamos montando uma programação fixa de atividades no Beco do Candeeiro e também deixando espaço para inovações toda semana”, disse a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Rabello Leite Jacob.

Leia Também:  Inclusão Literária: Cine Teatro é o novo ponto de coleta para doações de livros

Na última sexta-feira (28), programação reuniu música e manifestações artísticas para contar um pouco da história de personalidades locais. Além disso, também foi realizada uma roda de conversa sobre ancestralidade afro-brasileira, com pesquisadores, moradores e demais convidados.

SERVIÇO

O que: Arte no Beco – espetáculo Luz Candeeiro e apresentação musicais

Quando: sexta-feira (04), a partir das 19h

Onde: Beco do Candeeiro, rua 27 de Dezembro, Centro Histórico de Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ARTE & CULTURA

Produção de escritores mato-grossenses intensivistas estará disponível em biblioteca digital

Publicados

em

Por

No próximo domingo (20.06), às 17h, será lançado o site do projeto “Criação da Biblioteca Digital do Intensivismo”, da professora e pesquisadora Cristina Campos, aprovado no edital Mato Grosso Criativo realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

O lançamento será transmitido nos canais do Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da Universidade do Estado de Mato Grosso (PPGEL/Unemat), da Revista Pixé Canal Literário e da Editora Carlini & Caniato.

Após o evento de lançamento, a Biblioteca Digital do Intensivismo estará disponível no endereço eletrônico www.intensivismo.com.br. O site hospedará periódicos, documentos e livros referentes ao Intensivismo, movimento literário de vanguarda que aconteceu em Mato Grosso a partir do final dos anos 1940.

Cristina Campos acredita que a disponibilização do acervo digital fomentará a pesquisa acerca desta face da produção literária do Modernismo em Mato Grosso. “O material é de difícil acesso, pois se encontra disperso por acervos familiares e bibliotecas. Venho coletando e digitalizando ao longo de muitos anos”.

O secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), Alberto Machado, destaca a importância da disponibilização do acervo. “A digitalização deste segmento literário mato-grossense é muito importante para a valorização da nossa cultura. Permitirá a ampliação do acesso a obras de grandes pensadores, escritores do nosso Estado”.

Leia Também:  Atletas do Jiu-Jitsu Rotam da PM são contemplados com bolsa atleta do Governo de Mato Grosso

Além do site, foram produzidos três folders destinados a professores do 3º ano do 2º grau, professores e alunos de Letras e Pós-graduação em Estudos Literários e Cultura Mato-grossense.

Eles trazem informações sobre o movimento, alguns manifestos assinados por Wlademir Dias Pino, além de poemas de tradicionais e jovens autores intensivistas. “Funcionarão como tira-gosto, a fim de despertar o interesse pelo Intensivismo”, destaca Cristina Campos.

O Intensivismo foi reconhecido pela Lei nº 9.244, de 18 de novembro de 2009, como forma de manifestação literária e cultural mato-grossense. Destaca-se pelo simbolismo duplo e superposição de leituras em substituição da concreção da fala. Os poemas são desmontáveis como em um procedimento matemático.

Dentre os escritores de maior expressão deste movimento estão: Wlademir Dias Pino, Benedito Santana da Silva Freire, Rubens de Mendonça, Dias da Cruz, José Lobo, Lopes de Brito, Newton Alfredo, Amália Verlangieri, Agenor Ferreira Leão e Antônio Costa.

Serviço

Live de lançamento do projeto “Criação da Biblioteca Digital do Intensivismo”

Data: 20 de junho de 2021

Leia Também:  Inclusão Literária: Cine Teatro é o novo ponto de coleta para doações de livros

Horário: 17h

Local: Canal de Youtube do PPGEL/Unemat, da Editora Carlini & Caniato e da Revista Pixé Canal Literário

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA