Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

SÉTIMA ARTE

Com homenagem a Zé do Caixão, festival Curta Neblina traz 31 curtas

Publicados

em

 

.

Com a pandemia do novo coronavírus em curso, a sétima edição do Curta Neblina – Festival Latino-Americano de Cinema será totalmente online este ano. A edição tem início hoje (18) e segue até o dia 4 de outubro.

Zé do CaixãoZé do Caixão

Zé do Caixão será o homenageado da sétima edição do festival – Reprodução TV Brasil

Para esta sétima edição, o festival vai apresentar 31 curtas-metragens de cinco países. E como uma homenagem especial ao ator e cineasta José Mojica Marins, o Zé do Caixão, morto em fevereiro deste ano, o festival vai apresentar também o longa Ritual dos Sádicos – O Despertar da Besta. O filme ficará disponível na plataforma do festival por 24 horas: das 23h59 de sábado (19) até 23h59 de domingo.

Mojica teve uma longa ligação com o evento. Ele esteve presente na primeira edição do Curta Neblina e passou então a batizar o prêmio anual que é concedido aos melhores cineastas do festival.

Além de Zé do Caixão, o evento também vai homenagear a cineasta Suzana Amaral, que morreu este ano, e a atriz Ruth de Souza, que morreu no ano passado.

Este ano, o evento dedicará uma mostra especial sobre o cinema espanhol, premiando o melhor curta-metragem com uma trilha sonora original de André Abujamra, concedido pela Embaixada da Espanha no Brasil. E também incluiu um concurso de roteiros de longa-metragem para países lusófonos.

O Curta Neblina é um evento originado na Vila de Paranapiacaba, em Santo André (SP), região muito conhecida pela neblina, do qual ganhou o nome. O festival apresenta curtas-metragens em documentário, ficção e animação e busca projetar novos cineastas.

Os curtas poderão ser assistidos gratuitamente pelo site www.cachacafilmes.com/curtaneblina, onde também constam mais informações sobre o festival.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Brasil tem a maior biblioteca da América Latina
Propaganda

ARTE & CULTURA

Governo de Mato Grosso lança editais “Movimentar” para profissionais da cultura e do esporte

Publicados

em

O governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), Alberto Machado, o Beto Dois a Um, lançam nesta terça-feira (15.06), às 15h, os editais “Movimentar”, que visam auxiliar financeiramente os setores de cultura, esporte e lazer durante a pandemia. Serão investidos R$ 2 milhões para contratação de atividades online a serem desenvolvidas pelos profissionais das áreas em todo o Estado.

O lançamento será transmitido pelas redes sociais do Governo de Mato Grosso e as perguntas deverão ser encaminhadas exclusivamente pelos grupos de WhatsApp, que serão abertos no momento do anúncio. Os questionamentos devem ter relação com o assunto.

Movimentar – Cultura

Na área cultural, serão selecionados 250 projetos com valor único de R$ 4 mil, totalizando o investimento de R$ 1 milhão.

As propostas contempladas englobam manifestações artísticas ou práticas culturais desenvolvidas nos segmentos de teatro, dança, circo, literatura, biblioteca, música, audiovisual, artes visuais, artesanato, povos e comunidades tradicionais, culturas LGBTQIA+, urbanas e negras e de matriz africana, patrimônio histórico, produção cultural e economia criativa.

Leia Também:  Saiba como estão funcionando os setores e equipamentos da Secel durante a pandemia

Movimentar – Esporte

Outros R$ 1 milhão serão investidos para fomentar ações desportivas, paradesportivas e de lazer. Cada proposta aprovada receberá R$ 2.500 para o desenvolvimento das atividades, contemplando no total 400 projetos.

Serão atendidos profissionais de educação física credenciados pelo Conselho Regional  (CREF-17), gestores esportivos e instrutores de dança e lutas. As propostas selecionadas abrangerão os segmentos de esporte de alto rendimento, saúde, recreação e lazer, esporte de inclusão, esporte educacional, ações formativas e política de gestão e administração esportiva.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA