Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MAIS SOLIDÁRIO

Agentes culturais ligados à música podem se cadastrar para receber cestas básicas

Cadastramento deve ser feito nesta segunda-feira (12.04) e terça-feira (13.04) através do site www.cultura.mt.gov.br

Publicados

em

Buscando minimizar o impacto das restrições impostas pela pandemia no trabalho dos agentes culturais ligados diretamente ou indiretamente à rede produtiva da música no Estado, o programa ‘Vem Ser Mais Solidário – Mato Grosso Unido contra o coronavírus’ irá disponibilizar mil cestas a estes profissionais.

A medida visa atender demanda apresentada pela Ordem dos Músicos de Mato Grosso e foi definida após diálogo entre o governador Mauro Mendes, a primeira-dama Virgínia Mendes e o secretário Alberto Machado, que é titular da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

“A Secretaria acompanha os impactos causados por esta pandemia no segmento da música, e buscou o apoio junto à primeira-dama, no sentido de minimizar o sofrimento desses trabalhadores. Agradeço a sensibilidade do governador Mauro Mendes e de Virgínia Mendes, que entenderam a importância dessa ajuda e disponibilizaram as cestas básicas”, manifesta o secretário Alberto Machado.

Para organizar a entregas dos produtos, a Secel abriu nesta segunda-feira (12.04), um cadastramento online que permite identificar os profissionais a serem beneficiados. Nesse cadastro, que deverá ser acessado pelo site www.cultura.mt.gov.br, o músico irá declarar que trabalha no setor artístico-cultural, e que, neste momento, está com suas atividades profissionais interrompidas.

Leia Também:  Unidades penais de MT recebem lavatórios feitos por reeducandos do Centro de Custódia da Capital

Além disso, o formulário deverá ser preenchido com algumas informações socioeconômicas, como por exemplo se o trabalho artístico-cultural é a única fonte de renda do interessado. Não será necessário incluir documentos para comprovação das respostas, já que o preenchimento da inscrição servirá como declaração da veracidade das informações.

O formulário estará aberto para solicitação até terça-feira (13.04) e o resultado será divulgado na sexta-feira (15.04). A entrega das cestas básicas será feita no subsolo da Arena Pantanal, nos dias 16, 17 e 18 de abril.

“Importante lembrar que a Secel ainda prepara os editais Movimentar para atender as necessidades emergenciais dos setores cultural e esportivo. Seguimos correndo contra o tempo para que a ajuda chegue o mais rápido possível a quem mais precisa nesse momento”, finaliza o secretário.

Serviço

Cestas básicas para agentes culturais da música

Período de cadastro: 12 e 13 de abril

Link para cadastro: formularios.cultura.mt.gov.br

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ARTE & CULTURA

Mostra traz espetáculos multiplataformas produzidos na pandemia

Publicados

em

A Mostra Cênica Resistências traz até a próxima sexta-feira (30) espetáculos de dez estados brasileiros pensados para serem apresentados no período da pandemia. Essa é a primeira edição online do festival, que acontece desde 2014 em São José do Rio Preto, no interior paulista. Toda a programação é gratuita.

Hoje (25), sob a direção de Flávia Teixeira, será a vez do espetáculo Onde Você Estava Quando Eu Acordei?. As atrizes Diane Veloso e Giuliana Maria misturam a realidade e ficção para contar a história de um reencontro após 15 anos de distância. A obra mistura diversas linguagens, como teatro, cinema e performance.

As experimentações entre trabalhos cênicos e o mundo digital foram um critério da curadoria para trazer os espetáculos para a mostra. Um dos destaques é o Inimigos, do Coato Coletivo, de Salvador (BA) que apresenta uma pessoa em formato game para ser baixada no celular. Também nesse sentido, o recifense Grupo Magiluth apresenta Que Coube Numa VHS, que integra plataformas como WhatsApp e Instagram.

Há ainda uma programação musical no Cabaré da Madre, que recebe a rapper de Guarulhos Monna Brutal e a cantora e poetisa Bixarte, de João Pessoa. O coletivo poético Pretas PalaBRas recebe convidados para conversas sobre literatura brasileira e latino-americana, como a escritora e historiadora Camila Rocha, autora do livro O Sabá do Sertão.

A programação completa está disponível na página da mostra. Os ingressos e as inscrições podem ser feitos a partir do Sympla.

Leia Também:  Filhos de Tom Veiga podem perder casa do pai por dívida, diz jornal

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA