Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

OFERTA

Preços da arroba do boi gordo em alta

Publicados

em

A oferta de boi gordo continua pequena. Em São Paulo, com as escalas de abate curtas, em torno de 3 a 4 dias, os frigoríficos abriram as compras na última quarta-feira (6/1) pagando R$4,00/@ a mais na comparação feita dia a dia, para todas as categorias destinadas ao abate.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, a cotação de referência da arroba do boi gordo ficou em R$272,00, preço bruto e à vista. Vacas e novilhas gordas foram negociadas em R$254,00/@ e R$262,00/@, preço bruto e à vista, respectivamente. Os negócios para bovinos com até quatro dentes, que atendem o mercado externo, ocorreram em torno de R$280,00/@.

No Sul de Goiás o cenário é o mesmo. Houve alta de R$4,00/@ na comparação diária, com o boi gordo apregoado em R$262,00/@, preço bruto e à vista. Para as fêmeas a alta foi menor, acréscimo de R$1,00/@, com a vaca e novilha gordas cotadas em R$250,00/@ e R$253,00/@, preço bruto e a vista, respectivamente.

Por: SCOT CONSULTORIA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Preço do gado em Mato Grosso continua subindo e arroba do boi vai a R$ 253 em média
Propaganda

Agronegócio

Saiba qual biológico é melhor para sua lavoura

Publicados

em

O Dr. Fernando Andreote, professor da ESALQ/USP, elaborou uma classificação para os produtos biológicos oferecidos atualmente no mercado. Por um lado, “inoculantes” e “biodefensivos” contêm em sua formulação microrganismos específicos para fins predeterminados. Por sua vez, os “ativadores” estimulam os organismos presentes no solo e os “repositores” suprem o solo de microrganismos para a reorganização e funcionalidade do seu microbioma. A Engª. Agrª. MSc. Maria Stefânia D’Andrea Kühl, Analista Técnico da Microgeo, explicou melhor sobre cada conceito. Confira abaixo:

Inoculantes

Referem-se a um produto que contém microrganismo e que tem como função a ação favorável ao crescimento e desenvolvimento das plantas. Para sua eficácia agronômica, é necessário que o produto contenha a espécie de microrganismo caracterizado como inoculante proveniente de cepas de “coleção oficial”, garantia de concentração mínima em suporte estéril, livre de outros microrganismos não específicos a fim de garantir sua pureza.

Biodefensivos

Considerado o segmento que mais cresce dentre os biológicos. Os biodefensivos são agentes Biológicos de Controle, como organismos vivos, de ocorrência natural ou obtidos por manipulação genética. Tem como função, o controle de uma população ou de atividades biológicas de outro organismo considerado nocivo à agricultura. Neste caso há duas categorias técnicas: inimigos naturais – entomopatógenos (como exemplo os fungos e bactérias), organismos que naturalmente infectam, parasitam ou predam uma praga específica; ou a técnica de inseto estéril – liberação de machos esterilizados usados na supressão ou erradicação de pragas. Para que o produto seja eficiente na agricultura deve-se ter a indicação do local da coleção biológica e a concentração mínima do ativo biológico; é importante seguir as indicações de uso nas culturas apropriadas e alvos biológicos a que se destina.

Leia Também:  Bancos, agronegócio e comércio reivindicam mudanças na reforma tributária

Ativadores

Esta classificação abrange os fertilizantes, fertilizantes orgânicos, organominerais, biofertilizantes, condicionadores de solo, substratos para plantas, substâncias húmicas e fúlvicas, e aditivos. São também conhecidos como Bioestimulantes, já que apresentam efeitos diretos ou indiretos na melhoria das propriedades físico-químicas do solo e na estimulação da atividade biológica presente nele. Conforme o enquadramento do produto, este deve apresentar garantias mínimas de compostos químicos, princípios ativos e/ou agentes orgânicos em sua composição para se obter os benefícios agronômicos.

Repositores

Contém em sua composição a presença de diferentes espécies de microrganismos vivos, que tem como função a reposição biológica, a reorganização e a funcionalidade do microbioma do solo. “Nesta classificação, podemos destacar o MICROGEO® – um componente balanceado utilizado para a produção do Adubo Biológico através do Processo de Compostagem Líquida Contínua (CLC®) em Biofábricas instaladas diretamente nas propriedades agrícolas. O Adubo Biológico é caracterizado como repositor por apresentar concentração de 107 a 109 células de bactérias por mL e em termos qualitativos, média de 300 diferentes grupos de bactérias. Os grupos variam de acordo com a localidade da instalação da Biofábrica CLC®, garantido microrganismos adaptados ao local de uso o que o torna uma biotecnologia altamente eficiente”, explica a Engª Agrª Maria Stefânia. A biotecnologia Microgeo® ao restabelecer o microbioma do solo, proporciona diferentes benefícios ao sistema solo-planta sendo capaz de contribuir com a bioestruturação física do solo através da redução da compactação, potencializa a eficiência nutricional e promove maior saúde ecológica no sistema de produção, garantindo uma maior produtividade e lucratividade ao produtor.

Leia Também:  Aprosoja comemora aprovação da construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste

Por: AGROLINK –Leonardo Gottems

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA