Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Agronegócio

Falta de chuva atrasa plantio de soja e preocupa produtor de Goiás

Publicados

em

A falta de chuvas está atrasando o plantio de soja em Goiás, segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja-GO). A estimativa é de que tenham sido semeados em torno de 5% dos 3,350 milhões de hectares previstos para esta safra. No mesmo período do ano passado, 15% da soja havia sido semeada.

“As chuvas no final de setembro e nos primeiros dias de outubro até incentivaram o início do plantio no sudoeste goiano, a principal região produtora, mas com a estiagem das últimas semanas o cenário é de preocupação”, disse a entidade em nota.

O produtor Adriano Barzotto, de Rio Verde, contou à Aprosoja que na primeira quinzena de 2016 cerca de 70% de suas lavouras estavam instaladas. Este ano, sem a umidade necessária, ele conseguiu semear somente 10% da área. “A nossa região começou a plantar no dia 4 de outubro e já parou no dia 7”.

Já em Mineiros, no extremo sudoeste de Goiás, o produtor Rogério Vian ainda não iniciou o plantio da safra da oleaginosa. Vian espera no mínimo 50 milímetros de água para o solo atingir a umidade adequada. “A temperatura está muito alta, 38°C-40ºC direto, e isso preocupa muito. A gente tem muito medo de como essa chuva vai vir, porque as primeiras chuvas costumam vir com pedra, muito vento.”

Leia Também:  Polícia de Goiás ouve nesta tarde esposa de João de Deus

Autoria: Estadão Conteúdo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Agronegócio

Frente parlamentar no Congresso discute licenciamento ambiental hoje

Publicados

em

A Frente Parlamentar Ambientalista e a Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema) discutem, a partir das 10 horas, as regras do licenciamento ambiental e a situação atual do Cadastro Ambiental Rural no Brasil. O encontro virtual deve debater ainda soluções para mitigar os impactos das mudanças climáticas.

Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares:
– o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais e presidente da Abema, Germano Luiz Gomes Vieira;
– o diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais, Antonio Augusto Melo Malard;
– o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Antônio Bertotti Júnior; e
– a secretária-executiva da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco e coordenadora da Câmara Técnica do Clima da Abema, Inamara Santos Melo.

Da Redação – ND

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Visita técnica sobre flores tropicais em Acorizal promove opção de agronegócio rentável
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA