Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Agronegócio

Definido o preço mínimo da uva para a safra 2018/2019

Publicados

em

O deputado Afonso Hamm comemorou o anúncio realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)0815 que definiu o valor mínimo que será pago pelo quilo da uva industrial na safra 2018/2019 em R$ 1,03. Presidente da Frente Parlamentar em defesa da Vitivinicultura, Hamm destacou que o reajuste do preço era uma reivindicação do setor. “Essa é uma boa notícia para os produtores que enfrentaram a elevação dos custos de produção em decorrência da precificação ser em dólar, que acabou retirando boa parte da margem de lucro dos agricultores. Estamos propondo um reequilíbrio para os vinicultores e a indústria”, afirmou.

O parlamentar, que também é produtor de uvas viníferas, ressaltou que uma das principais preocupações é diminuir o impacto dos prejuízos na Serra Gaúcha, principal polo vitivinícola do país, que foi atingida pelo granizo que destruiu boa parte dos parreirais no final de outubro. “Estivemos reunidos com os produtores da região da Serra e Campos de Cima da Serra e constamos que a situação é muito grave, com perdas que chegam a 90% da produção. Além do reajuste do preço mínimo da uva vamos trabalhar para modernizar a Lei do Vinho e reduzir as alíquotas do IPI do vinho”, afirmou. O reajuste do preço deve ser aplicado já a partir do dia 1º de janeiro de 2019 e vale para as regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil.

Leia Também:  Plantio da nova safra é liberado

Autoria: Agrolink

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Agronegócio

Frente parlamentar no Congresso discute licenciamento ambiental hoje

Publicados

em

A Frente Parlamentar Ambientalista e a Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema) discutem, a partir das 10 horas, as regras do licenciamento ambiental e a situação atual do Cadastro Ambiental Rural no Brasil. O encontro virtual deve debater ainda soluções para mitigar os impactos das mudanças climáticas.

Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares:
– o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais e presidente da Abema, Germano Luiz Gomes Vieira;
– o diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais, Antonio Augusto Melo Malard;
– o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Antônio Bertotti Júnior; e
– a secretária-executiva da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco e coordenadora da Câmara Técnica do Clima da Abema, Inamara Santos Melo.

Da Redação – ND

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CMN eleva para R$ 100 mil valor mínimo que estrangeiros devem declarar
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA