Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

LOGÍSTICA

Aprosoja comemora aprovação da construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste

Publicados

em

O Movimento Pró-Logística da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) comemora a aprovação, por unanimidade pelo Tribunal de Contas da União (TCU), da construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) no segmento que liga Mara Rosa (GO) a Água Boa (MT), pela companhia Vale.

“Estamos comemorando mais uma grande vitória com aprovação pelo TCU da prorrogação antecipada da malha a Estrada de Ferro Vitória Minas e da Ferrovia dos Carajás. Com essa prorrogação antecipada, fica também aprovado o investimento na FICO, no trecho entre Mara Rosa (GO) e Água Boa (MT). Uma super notícia para toda Região do Vale do Araguaia, toda Região Nordeste e Leste de Mato Grosso. Será uma Ferrovia de 388 km que vai conectar o Vale do Araguaia na BR158, em Água Boa a Mara Rosa na Ferrovia Norte Sul. Que a partir de Mara Rosa poderão ser acessados portos de Itaqui ou de Santos”, celebrou Edeon Vaz, diretor-executivo do Movimento Pró-Logística.

Leia Também:  Sancionada linha de crédito para profissionais liberais

Presidente da Aprosoja, Antonio Galvan, aponta que a obra será de extrema necessidade o Vale do Araguaia, importante Região produtiva do Estado, que por muito tempo ficou esquecida pelo poder público. “Isso foi muito aguardado por todos nós, pelo Movimento Pró-Logística, pelos produtores e por todo Mato Grosso. Aquela Região demanda por muita logística, por conta da área que é plantada e agora o progresso ali vai chegar”, pontuou

Edeon Vaz lembra que os trabalhos do Movimento Pró-Logística continuam e buscam a extensão da ferrovia de Água Boa até Lucas do Rio Verde. “Outra luta vai ser trazer a FIOL para Mara Rosa e, assim, passaremos a ter três portos. Isso será muito bom e vai trazer um ganho substancial para a região Vale do Araguaia e redução de 20% no valor do frete que se paga hoje”, assinalou.

Galvan lembrou que o mês de julho foi produtivo para o setor logístico, primeiro com a assinatura da ordem de serviço para construção da ponte sobre o Rio Araguaia na BR-080, e agora com a aprovação da construção da Fico. Presidente agradeceu o Governo Federal pelas obras que vão garantir mais agilidade no escoamento da safra na Região do Araguaia.

Leia Também:  Gloria Menezes e Tarcísio Meira são demitidos com a crise financeira da Globo

“Agradecer ao ministro Tarcísio Freitas e nosso presidente Jair Bolsonaro pelo anúncio de tantos anos de luta de duas importantes obras para Mato Grosso, em especial para o Vale do Araguaia. E com anúncio da obra da ponte sobre o Rio Araguaia, na BR-080, que vai ligar os Estados de Mato Grosso e Goiás, ganha toda Região, e ganha todo Estado de Mato Grosso”, finalizou o presidente.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Açúcar bruto atinge maior valor desde abril de 2017

Publicados

em

Os contratos futuros do açúcar bruto com vencimento para março subiram 86 pontos nessa quinta-feira (14) e foram firmados em 16.67 centavos de dólar por libra-peso, atingindo o maior nível em mais de três anos e meio. Os contratos para maio/21 foram fixados em 15.72 centavos de dólar por libra-peso, alta de 77 pontos. Os demais lotes valorizaram entre 10 e 59 pontos.

De acordo com a Reuters, “há conversas no mercado indicando compras contínuas da Indonésia, com Austrália, Índia e Brasil sendo citados como origens, enquanto investidores do mercado financeiro ampliam posições compradas na commodity”. No entanto, a agência publicou que alguns analistas, porém, não acreditam que o rali seja totalmente justificado. “A razão é a atividade dos fundos, eu não vejo fundamentos suficientes para o rali. Não há vendas do Brasil para março, então o contrato (spot) sobe livremente”, disse Arnaldo Correa, consultor de hedge de usinas brasileiras”.

Em Londres o açúcar branco também valorizou. Os contratos para março/21 subiram 18,20 dólares e foram fixados em US$ 464,40 a tonelada. Os lotes para maio/21 fecharam em US$ 446,30 a tonelada, alta de 17,20 dólares. Os outros vencimentos subiram entre 2,10 e 14,20 dólares.

Leia Também:  Projeto permite que trabalhador utilize recurso do FGTS para quitar dívidas com educação

Mercado doméstico

Segundo o Indicador Cepea/Esalq, de São Paulo, a saca de 50 quilos foi negociada na última quinta-feira (14) em R$ 104,54, recuo de 0,01% no comparativo com a véspera.

Etanol

O etanol hidratado segue em alta, de acordo com o indicador Esalq/BM&FBovespa, posto Paulínia. O metro cúbico do biocombustível foi negociado ontem (14) em R$ 2.160,50, valorização de 0,21% no comparativo com a véspera.

Por: UDOP – UNIÃO DOS PRODUTORES DE BIOENERGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA