Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Agronegócio

Agronegócio lidera emprego com atividades relacionadas à soja e laranja

Publicados

em

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que a contratação de 17.455 novos empregados pelo agronegócio foi liderada por atividades relacionadas à soja e laranja. Segundo dados do Ministério do Trabalho, o segmento da soja contratou 2.946 pessoas, sendo 1.722 empregados em Mato Grosso e 771 em Goiás. Já a laranja terminou o mês com 1.380 novos cargos, sendo a maioria absoluta em São Paulo (1.347 postos).

Em outro recorte, o Caged informa que as atividades de apoio à agricultura terminaram com 7.328 novos empregados em julho, especialmente em São Paulo (5.474) e Minas Gerais (859).

Entre as outras atividades do setor agropecuário, o cultivo em lavouras temporárias registrou 5.780 postos de trabalho, especialmente São Paulo (2.529) e Minas Gerais (1.571).

Ainda no detalhamento por setor, os serviços geraram saldo líquido de 14.548 postos de trabalho. Nesse caso, destaque positivo para o segmento de comercialização de imóveis e valores mobiliários, serviços médicos, transportes e telecomunicações.

A construção civil também terminou o mês com mais de 10 mil novos empregos, especialmente na construção de edifícios e obras para energia elétrica, telecomunicações e rodovias.

Leia Também:  Parceria pode levantar dados da produção da agricultura familiar em MT

Por outro lado, o comércio fechou 249 empregos. Em 2018, o varejo demitiu em seis dos sete meses.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Frente parlamentar no Congresso discute licenciamento ambiental hoje

Publicados

em

A Frente Parlamentar Ambientalista e a Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema) discutem, a partir das 10 horas, as regras do licenciamento ambiental e a situação atual do Cadastro Ambiental Rural no Brasil. O encontro virtual deve debater ainda soluções para mitigar os impactos das mudanças climáticas.

Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares:
– o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais e presidente da Abema, Germano Luiz Gomes Vieira;
– o diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais, Antonio Augusto Melo Malard;
– o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Antônio Bertotti Júnior; e
– a secretária-executiva da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco e coordenadora da Câmara Técnica do Clima da Abema, Inamara Santos Melo.

Da Redação – ND

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Rompimento comercial com árabes e China prejudicará o agronegócio
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA