Após se reunir com o governador Pedro Taques a embaixadora dos Emirados Árabes Unidos, Hafsa Abdulla Mohamed Sharif, esteve no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá para conhecer os projetos sociais Bola de Meia, Bola de Gude e Instituto Cultural Flauta Mágica. Ambos são organizações sem fins lucrativos e desenvolvem atividades recreativas e culturais com crianças carentes.

“Gostaria de agradecer recepção e elogiar estes projetos, porque sabemos como são as barreiras e dificuldades para implementar ações deste tipo no Brasil. Nós, dos Emirados pretendemos vir outras vezes e cooperar muito”, afirmou a embaixadora, que foi pioneira na inclusão do futsal feminino em seu país.

Foto: Vanderlei Meneguini

Foto: Vanderlei Meneguini

O projeto Bola de Meia, Bola de Gude foi criado há 4 anos pelo professor e presidente, Jorge Farias, e atende 1.234 alunos com idade a partir de 8 anos e mulheres da Melhor Idade. Neste projeto, são ministradas oficinas de futsal, fanfarra, teatro, dança e música, em Cuiabá, Chapada dos Guimarães e Santo Antônio do Leverger. Os alunos contam também com acompanhamento e visitas regulares em casa e atendimento médico uma vez por semana.

“Esta visita vem de encontro com o momento de evolução do projeto e muito nos agrega. Desta forma, o projeto deixa de ser só de Cuiabá, passa a ser do Brasil e do mundo, todo atingindo o nosso objetivo que é fazer com que todos conheçam e participem”, ressaltou Jorge.

Já o projeto Flauta Mágica existe há 19 anos e ensina balé, canto e flauta doce. Ao todo já foram atendidas mais de 5 mil crianças e adolescentes. Nos últimos 9 anos, a iniciativa contava com apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), por meio do Criança Esperança.

De acordo com o maestro Gilberto Mendes, o prazo de patrocínio venceu, e para que o projeto seja mantido, eles lançaram a campanha de apadrinhamento Sol-La-Si-Doe.

“Estamos reinaugurando a nossa sede e também lançando a campanha para pedir apoio de parceiros. Agora temos o desafio de caminharmos com nossas próprias pernas e ao mesmo tempo compartilhar esta responsabilidade para continuar atendendo”, explicou o maestro.

Presidente de honra do Núcleo de Ações Voluntárias (NAV) e mãe do governador Pedro Taques, Eda Taques, acompanhou as apresentações.

“Torço para que Deus ilumine e que esses meninos possam mostrar este trabalho tão bonito e que conheçam outros países como o da embaixadora”, disse.

Crédito: Evelyn Ribeiro | Gcom-MT

No Banner to display

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>