Por Elisana Sartori*

A Câmara Municipal de Cuiabá aprovou na quinta-feira, 13, a Secretaria Municipal Extraordinária Cuiabá 300 anos (SEC 300).  Essa nova secretaria terá gastos de cerca de R$ 1,2 milhão com salário de funcionários. A secretaria funcionará até dezembro de 2020.

Para o prefeito Emanuel Pinheiro, que sancionou a lei, a SEC300 vem para o progresso e o desenvolvimento da Capital, sendo essa melhoria o planejamento e a realização de obras que deverão estar prontas até os 300 anos de Cuiabá, em abril de  2019.

De acordo com a tabela de estrutura da secretaria, que foi divulgada no “Diário Oficial”, a SEC 300 contará com 16 cargos e salários que vão de R$ 3.991,35 a R$ 12.916,96, que ao todo somados são cerca de R$ 1,2 milhão. Sendo que, os salários maiores serão para os cargos de secretário (R$ 12.916,96) e diretor Especial de Planejamento Estratégico (R$ 10.847,58).

De acordo com o cientista político Aroldo Arruda, a criação dessa nova SEC 300 é totalmente desnecessária. Pois, vai se criar uma secretaria que causará mais gastos, quando o resultado foi menor que o esperado. “Em meio a tanta crise que o país passa e que a cidade de Cuiabá não fica atrás, considerando que tivemos uma receita menor, deixando de arrecadar 23 milhões de reais. Quando a gente tem uma receita menor nada justifica a criação de gastos”.

A criação de uma nova secretaria tem sido tão polêmica que foi criada uma petição pública online para colher assinaturas, a fim de que o prefeito Emanuel Pinheiro revogue a criação da SEC 300. Cerca de 1000 pessoas já assinaram o abaixo-assinado.

Crédito: Com supervisão do Editor Geral Jonas da Silva
Banner final post

Powered by WP Bannerize

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>